Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Opinião | Marcelo Braga |

Ver todas as opiniões
Marcelo Braga

04/03/2020

Já revisou seu planejamento de RH para 2020?

Com dois meses encerrados, chegou a hora de ajustar as expectativas e o orçamento para o ano

Não deixei o ano acabar para ver que está com seu orçamento fora de controle. Com dois meses já encerrados no ano, este é o momento de avaliar os primeiros impactos do orçamento. A área de RH é uma das que mais impactam o orçamento da empresa, e que por outro lado apresentam muitas variações, por conta das constantes surpresas que ocorrem com pessoas ao longo do ano.

Apenas antes do carnaval já tivemos situações críticas no cenário mundial e brasileiro, como Covid-19, forte chuvas nos grandes centros brasileiros, indefinições no cenário político, alta do dólar, entre outros.

Isto já tem trazido impacto nas previsões orçamentárias para o ano que mal começou. Para os líderes de RH, estar atento a todas estas movimentações e fazer os devidos ajustes é fundamental. Mas antes de iniciar a revisão, é importante avaliar se o orçamento foi bem desenvolvido, contemplando todas as variáveis.

O primeiro passo para o bom planejamento é dominar todas as despesas, diretas e indiretas. Sem isso, é difícil apontar a quantidade de recursos necessários para manter as atividades e realizar investimentos.

Planejou todos os cenários possíveis? Provavelmente não. Ninguém poderia prever este início de ano. Já avaliou quais os impactos que podem ocorrer no seu negócio? Trace cenários: otimista, conservadores e pessimistas. Além de fazer estimativas mais plausíveis, é importante pensar em todas as variáveis para os cenários, como contratações emergenciais, desligamentos, treinamento intensivo, aumento gastos com saúde, mudança de planos de investimentos.

Além disto, a área de recursos humanos tem uma tendência clara de se tornar digital. Já inseriu esta previsão no orçamento? Com maior uso da tecnologia terá processos mais enxutos, maior transparência de informação.

Procure sempre traçar seus cenários com base em dados quantitativos para dar suporte às suas decisões. Mesmo que não seja possível alcançar um valor preciso das suas despesas, ter uma faixa definida com base no histórico de gastos e em seus planos é mais seguro do que atribuir valores aleatórios.

Use e abuse da tecnologia para a execução do orçamento. Há cada vez mais ferramentas e metodologias importantes para o funcionamento do RH. Um orçamento bem definido apoia toda a empresa na tomada de decisão.

O RH que planeja mal seu orçamento, quase sempre sofre perdas. Veja aqui algumas das principais consequências que você pode esperar.

Evite perder oportunidades


Assim como qualquer setor, o RH também precisa realizar investimentos para aumentar sua produtividade dentro do negócio. Sem o orçamento bem feito perderá oportunidades de adotar novas ferramentas e metodologias.

Falta de recursos para cobrir despesas


Em casos mais extremos, é possível que a área de Recursos Humanos não receba o dinheiro necessário para cobrir todo o seu funcionamento e despesas básicas. Se isso é uma consequência de um budget mal planejado, pode ser que o dinheiro necessário já tenha sido usado em outro lugar.

Entrega abaixo da esperada


Claro que, em qualquer um desses casos, os profissionais de RH não terão a mesma capacidade para suprir as demandas da empresa. Isso pode resultar em contratações atrasadas e falta de capacitação, entre outros problemas sérios.

Marcelo Braga é headhunter, fundador das empresas SEARCH RH e Reachr. Expert em Transformação digital do RH, com mais de 20 de atuação em Recursos Humanos. Anteriormente atuou na indústria automotiva (General Motors e Plascar). Engenheiro Químico – Unicamp e Pós-graduado em Administração de Empresa pela FGV.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência