Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias
Randon mostra na Fenatran novo eixo de tração elétrica e-Sys
Randon traz à Fenatran carreta Hybrid R equipada com eixo de tração elétrica auxiliar desenvolvido pela Suspensys

Tecnologia | 14/10/2019 | 18h17

Randon mostra na Fenatran novo eixo de tração elétrica e-Sys

Produto Suspensys está em fase de testes de durabilidade e chega ao mercado até 2021, com a promessa de reduzir o consumo em até 25%

SUELI REIS, AB



As Empresas Randon aproveitam a Fenatran 2019 para reforçar sua ofensiva tecnológica para o setor de transporte de carga e apresenta entre diversas inovações seu primeiro módulo de tração elétrica e-Sys, produto que está sendo desenvolvido pela Suspensys, fabricante de eixos da companhia. Totalmente desenvolvido no Brasil pelo Centro Tecnológico Randon (CTR) o sistema equipa a nova carreta Randon Hybrid R: um conjunto eletromecânico formado por uma unidade de controle eletrônico (ECU, na sigla em inglês), bateria, inversor e motor elétrico da Weg acoplado a um eixo desenvolvido exclusivamente para este fim. O conceito utiliza um software, também desenvolvido localmente, que gerencia todo o sistema automaticamente e possui ainda recuperação de energia gerada durante a frenagem e descidas, capacitando a carreta a ajudar o caminhão em aclives.

De acordo com o vice-presidente e COO da divisão de autopeças das Empresas Randon, Sérgio Carvalho, dependendo da aplicação, da condição de carga e da estrada, a economia de combustível pode chegar até a 25%, além de auxiliar no menor desgaste dos componentes.

“Esta inovação reduz o TCO [custo total de operação] com economia no consumo de combustível e menor tempo nas viagens. Ao mesmo tempo em que aumenta a segurança, com adição do sistema de regeneração de frenagem, e auxilia na redução das emissões”, afirma Carvalho.

EM FASE DE TESTES


O e-Sys ainda está em fase de testes de durabilidade, após passar por avaliação de funcionamento de todo o sistema. A expectativa da Randon é de que os testes finais se concretizem até o ano que vem e que o produto esteja disponível para produção e vendas no mercado brasileiro no fim de 2020 ou nos primeiros meses de 2021.

Durante as avaliações já realizadas, o sistema se mostrou bastante eficaz. Dados da empresa mostram que em um trajeto comum, o consumo de combustível diesel oscilou entre 34 a 37 litros/hora. Com o sistema acionado, o consumo caiu para o equivalente entre 16 e 19L/h, dependendo das rotas de condições de uso e carga.

O algoritmo do sistema controla toda a sua atuação, ligando e desligando automaticamente e decidindo de forma autônoma quando é a hora necessária de utilizar a tração elétrica auxiliar, além de definir os momentos de carregar a bateria. Segundo o sistema pode adicionar algo em torno de 200 cv a mais de capacidade e força de tração ao cavalo mecânico.

“O algoritmo foi especialmente desenvolvido pela própria Suspensys, com o apoio de parceiros, para maximizar a redução de combustível e, acima de tudo, garantir a máxima segurança do conjunto”, destaca o diretor da Suspensys, Esdânio Pereira.



Tags: Randon, tração elétrica, Fenatran, Fenatran 2019, Hybrid R, carreta, implementos, Empresas Randon.

Veja também

ABTV

AB Inteligência