Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias
FPT testará motor gás-etanol no Brasil
Rangel e o F1C movido a gás e etanol: alternativa para uso cidade-campo, distribuição e transporte de passageiros (foto: Mário Curcio)

Engenharia | 15/10/2019 | 17h0

FPT testará motor gás-etanol no Brasil

Propulsor F1C equipará comerciais leves; utilização é viável no transporte de carga e passageiros

MÁRIO CURCIO, AB

Em um ano a fabricante de motores FPT dará início a uma série de testes veiculares com propulsores F1C capazes de rodar com gás ou etanol. Com quatro cilindros e capacidade cúbica de 3 litros, ele produz 136 cavalos a 3.500 rpm e tem boa força em baixas rotações. São 35,7 mkgf de torque a apenas 1.240 rpm. Num primeiro momento ele passará por testes e desenvolvimento em laboratório. A informação foi divulgada na Fenatran, que ocorre até 18 de outubro no São Paulo Expo.

“É um motor ideal para comerciais leves. A Iveco o vê como uma boa solução para chacareiros, pequenos distribuidores e também no transporte de passageiros”, afirma o presidente da FPT para a América Latina, Marco Rangel.



Ele se refere à vantagem de utilizar etanol em locais distantes dos grandes centros, onde a rede de abastecimento de gás é deficiente. Rangel recorda que este é um motor que pode facilmente equipar a linha Iveco Daily, que já roda com o F1C movido a diesel.

Outra vantagem: ele poderá atender à nova legislação Euro 6 (ou Proconve P8) utilizando apenas catalisadores passivos e dispensando o aditivo Arla 32. “Na Europa e na Argentina ele já roda utilizando apenas gás”, recorda Rangel.

O executivo acredita que em cinco anos haverá aumento significativo da oferta de gás e de veículos movidos a esse combustível. “Vemos um mix de matrizes energéticas favorecendo o gás, a produção de energia alternativa com interesse na exploração da biomassa. É uma solução mais pé-no-chão, robusta e comprovada se comparada à eletricidade”, diz Rangel, referindo-se ao custo, tamanho das baterias e autonomia dos veículos 100% elétricos.

Além do F1C movido a gás e etanol a FPT mostra na Fenatran o Cursor 13 movido a gás natural, com 12,9 litros de capacidade cúbica, 460 cv a 1.900 rpm e torque de 204 mkgf a 1.100 rpm. “Esse motor já opera com sucesso na Europa. Os cilindros de gás têm um pouco mais que o dobro do comprimento dos tanques de diesel. Ele utiliza gás natural liquefeito, que lá custa 20% a 25% a menos que o diesel”, recorda o executivo da FPT.

Na Fenatran a FPT mostra também o motor-conceito Cursor X, capaz de rodar com eletricidade, gás e hidrogênio.



Tags: FPT, Marco Rangel, F1C, Cursor 13, Iveco Daily.

Veja também

ABTV

AB Inteligência