Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias
Renault introduz célula de hidrogênio em utilitários elétricos

Lançamentos | 28/10/2019 | 15h37

Renault introduz célula de hidrogênio em utilitários elétricos

Solução amplia em 350 km a autonomia dos modelos Kangoo e Master na Europa

REDAÇÃO AB

A Renault oferecerá a solução de célula de hidrogênio para seus veículos utilitários elétricos já no fim deste ano para o Kangoo e no primeiro trimestre de 2020 para o Master na França. Com a célula de hidrogênio, os modelos ganham autonomia adicional de 350 quilômetros, enquanto o tempo de recarga varia de cinco a dez minutos.

Desenvolvida em parceria com a Symbio, subsidiária do Grupo Michelin, a tecnologia vem sendo testada pela montadora desde 2014. A célula de combustível combina o hidrogênio de seus tanques com o oxigênio do ar para produzir eletricidade, que por sua vez alimenta o motor elétrico. Segundo a empresa, a célula de combustível permite atender as necessidades de profissionais ainda não contemplados pelos veículos elétricos, principalmente para viagens de longa distância.

Com isso, o Renault Master Z.E Hydrogen vai triplicar sua autonomia, passando de 120 km para 350 km; o modelo é disponível no mercado francês nas versões furgão e chassi-cabine, totalizando quatro opções. Ele vem equipado com dois tanques de hidrogênio localizados sob a carroceria e que pesam 200 kg, mas não reduzem o volume de carga, que continuam de 10,8 m3 a 20 m3, dependendo da versão.

Já o Kangoo Z.E. Hydrogen oferecerá autonomia real de 370 km: sua versão puramente elétrica possui autonomia de 230 km no ciclo WLTP. A versão, que será lançada no mercado local no fim deste ano, oferece volume de carga de 3,9 m3, com um adicional de 110 kg. A Renault estipula um preço de € 48.300 sem impostos (incluindo a compra da bateria).

“O Grupo Renault completa sua linha de veículos utilitários elétricos com o lançamento do Master Z.E. Hydrogen e Kangoo Z.E. Hydrogen. Com eles, os clientes profissionais terão toda a autonomia necessária para os trajetos de longa distância e um tempo de recarga recorde. Os benefícios vão muito além, pois poderão rodar com uma energia a cada dia mais descarbonizada, respeitando o meio ambiente e oferecendo todo o conforto de condução da motorização elétrica”, declara o diretor da divisão de veículos utilitários da Aliança Renault-Nissan, Denis Le Vot.



Tags: Renault, hidrogênio, utilitários, carro elétrico, célula de hidrogênio.

Veja também

ABTV

AB Inteligência