Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Eventos | 18/04/2011 | 08h16

Ecos da Automec: confira os depoimentos

Para expositores, esta foi a melhor edição.

Redação AB

Redação AB

Hércules Ricco, diretor da Automec, feira de autopeças e serviços focada no mercado de reposição promovida no Anhembi, em São Paulo, de 12 a 16 de abril, considera que o segmento demonstrou seu otimismo no evento, depois de faturar R$ 29,3 bilhões em 2010, com avanço de 24,7% em relação a 2009. No sábado à tarde, com o pavilhão do Anhembi ainda lotado, ele fez um balanço preliminar dos resultados da edição atual. “Houve um crescimento de 18% em relação a 2009. Tivemos 1.142 marcas em exposição, com onze pavilhões internacionais, com destaque para Alemanha, Espanha, Itália, Argentina, França e Turquia”, assinalou.

Pesquisa dos organizadores demonstrou o perfil do público visitante, tido como altamente qualificado. “Entre os profissionais que se credenciaram para visitar a feira, 40% têm poder de decisão dentro das empresas”, avaliou Ricco, explicando que a grande maioria ocupa cargos relevantes: 25% são sócios, 15% presidentes, 17% diretores e 25% gerentes.

Promovida pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, com apoio do Sindipeças, Sindirepa, Andap/Sicap e Sincopeças, a feira apresentou novidades para o mercado de autopeças e serviços na área de aftermarket. “A feira foi excelente, bem organizada, mais amadurecida na qualidade de expositores e visitantes”, confirmou Paulo Butori, presidente do Sindipeças.

Enquanto o segmento de reposição segue de vento em popa, a balança comercial do setor de autopeças derrapa. Em 2010 as exportações de autopeças para 183 países somaram US$ 9,6 bilhões, 44,7% mais que no ano anterior. Mas as importações chegaram a US$ 13,1 bilhões, evidenciando um déficit significativo, que tende a crescer em 2011.

As Rodadas de Negócios, promovidas pelo Sindipeças e pela Apex-Brasil dias 13 e 14 de abril, foram bem recebidas, com 436 reuniões reunindo 47 empresas brasileiras e 30 compradores internacionais.

Avaliação positiva

Antonio Fiola, presidente do Sindirepa-SP, diz que a Automec deste ano impressionou pelo números de expositores e tornou-se a maior edição da história: “Mais do que apresentar novas tecnologias automotivas e apontar tendências, a feira permitiu a integração de todos os elos da cadeia do setor da reposição automotiva, reunindo fabricantes, distribuição, varejo e reparação.”

Francisco de La Torre, presidente do Sincopeças-SP, garante que esta Automec ficará para a história e permitiu ao Grupo de Manutenção Automotiva apresentar o trabalho desenvolvido pelo Programa Carro 100% para inibir a pirataria e falsificação por meio da certificação de autopeças e o projeto Loja Legal.

Antônio Carlos Bento, coordenador GMA e conselheiro do Sindipeças, concorda e acrescenta que eventos desse porte tornam possível o envolvimento de todo players em causas importantes, com impacto nos negócios da cadeia produtiva e em toda a sociedade: “O resultado foi muito positivo, conseguimos passar o recado e mostrar que o setor da reposição está engajado.”

Renato Giannin, presidente da Andap/Sicap, fez referência às tendências e lançamentos apresentados na feira e destacou o crescimento do mercado interno: “Quatrocentos mil consumidores brasileiros compraram seu primeiro carro zero no ano passado, número equivalente ao total de veículos vendidos no Chile, Colômbia e Venezuela juntos, impulsionando toda a cadeia de autopeças”.

“Praticamente não exportamos peças para o Brasil. Essa foi uma oportunidade de fazermos contatos e mostrar nossos produtos”, enfatizou N. Seshadri, do Conselho de Promoção de Exportações de Engenharia da Índia. Já a Alemanha, com tradição no mercado brasileiro de autopeças, enviou 15 empresas como expositoras e a Itália outras 16.

Edson Brasil, vice-presidente de Produtos e Serviços para a Delphi América do Sul, entende que a Automec soma negócios, tecnologia e relacionamento. Luis Freitas, diretor de marketing da Corteco, diz que o principal objetivo da empresa na feira foi trazer promover status no setor de autopeças e conquistar a liderança no mercado. Mônica Cassaro, diretora de marketing de serviços e comunicação da Magneti Marelli apostou no potencial da feira como momento de encontro com os clientes, assim como Marcus Viniciusm diretor de aftermarket da Sabó: “Nosso maior foco foi relacionamento”.

Feres Macul, diretor da Cobreq, afirmou que a empresa participa da Automec desde as primeiras edições: “Divulgamos nossos produtos e fazemos contatos interessantes, que geram grandes possibilidades de negócios”. Já Rubens César Sautner, gerente comercial da Saint-Gobain, assinalou que estiveram no evento grandes marcas e representantes estrangeiros, especialmente do Mercosul, abrindo ótimas oportunidades de relacionamento.

Ecaterina Grigulevitch, gerente nacional de marketing e administração de vendas da Monroe Amortecedores, admitiu ter ficado surpresa com representatividade da feira. Para Ailton Marcos Immezi, gerente da divisão automotiva da Panambra, esta foi a melhor edição, que permitiu realizar diversos negócios.

Elias Mufarej, diretor comercial da Fiamm, afirmou que este ano recebeu número maior de visitas no estande. Daiane Steffen, gestora de marketing da Rio Sulense, explicou que a Automec trouxe oportunidade para apresentação de lançamentos: “A feira foi bem movimentada, com público bastante selecionado. Com a concorrência acirrada, procuramos sempre inovar nossos produtos”.

Roberto Ferreira, diretor da Birkson, fechou alguns negócios e abriu outros, depois de receber visitas de compradores de países como Síria, Hungria, Estados Unidos e grande parte da América Latina. Sérgio Noriega, diretor geral de aftermarket da América do Sul da Valeo, avaliou como positiva a participação, recebendo aplicadores, distribuidores e profissionais do varejo.



Tags: Automec, mercado de reposição, Hércules Ricco, Reed Exhibitions, Sindipeças, Andap, Sindirepa, GMA.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência