Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 18/05/2011 | 00h00

JAC Motors quer vender 45 mil carros este ano

‘Chegamos facilmente aos 3% de market share’, diz Habib.

Giovanna Riato, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Giovanna Riato, AB

O presidente da JAC Motors, Sergio Habib, revisou nesta quarta-feira, 18, as expectativas para a marca este ano. O executivo anunciou a meta ambiciosa de comercializar 45 mil unidades no Brasil e garantir 1,3% de participação. A projeção divulgada em março, durante o lançamento do modelo J3, era de vender 35 mil carros.

O executivo parece não ter se abalado com o resultado das vendas de abril. Foram emplacados 2.095 veículos da marca no mês, cerca de metade do esperado. Na primeira quinzena de maio as vendas chegaram a 1.415 unidades, segundo dados da Fenabrave. Para alcançar o novo objetivo, a chinesa terá que acelerar para mais de 5 mil unidades mensais nos próximos meses.

O avanço de outros concorrentes e a ofensiva das montadoras para garantir fatias maiores de participação ainda não assustam Habib. “Chegamos facilmente aos 3% de market share”, acredita. Para ele, o complicado é crescer além deste percentual, o que exigiria a instalação de uma fábrica local.

O exemplo dado pelo dirigente foi o das chamadas newcomers: marcas que deram os primeiros passos no mercado brasileiro como importadoras e depois nacionalizaram a produção. Habib destaca que a única fabricante deste grupo consolidada com mais de 3% de market share é a Renault, que vende carros de diversos segmentos e oferece modelos com preços mais baixos.

A francesa garantiu 4,8% de presença no mercado em 2010. Enquanto isso, as conterrâneas Peugeot e Citroën ficaram com 2,7% e 2,5%, respectivamente. Ao contrário do que acontecia anteriormente, o Brasil começa a receber agora marcas interessadas em importar para o País modelos mais baratos, como a JAC.

Habib aponta que as newcomers têm 60% do mercado de carros com preços acima de R$ 40 mil. No entanto, 87% das vendas de veículos abaixo de R$ 40 mil são das quatro maiores montadoras do País: Fiat, Volkswagen, General Motors e Ford.

Queda nos preços

A chegada da JAC Motors balançou os preços do mercado. Houve uma corrida das montadoras para baratear os produtos e incrementar o nível de equipamentos. Segundo Habib, o movimento demonstra que os passos iniciais da chinesa foram bem sucedidos. “É a primeira vez que a concorrência com importado faz as montadoras reduzirem os preços”, afirma o executivo.



Tags: JAC Motors, Sergio Habib, venda, J3, lançamento, newcomers, Renault, Peugeot, Citroën.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência