Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 01/06/2011 | 07h43

Plano safra será lançado até 17 de junho

Programa R$ 107 bi para agricultura empresarial.

Agência Brasil

Danilo Macedo, Agência Brasil

O Plano Agrícola e Pecuário 2011/2012, com recursos de R$ 107 bilhões para a agricultura empresarial, deve ser lançado entre os dias 10 e 17 de junho, segundo informou o novo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), José Carlos Vaz. Segundo ele, a parte técnica já está pronta e, até 1º de julho, quando se inicia a próxima safra, as instituições financeiras já estarão aptas a operar as linhas de financiamento de acordo com as novas regras.

O secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt, disse que o processo de elaboração do plano safra está adiantado. “Aprovamos os votos [agrícolas no Conselho Monetário Nacional - CMN] no mês de maio e teremos o mês de junho para publicar as portarias e finalizar o que falta”.

José Carlos Vaz, que assumiu a Secretaria de Política Agrícola na semana passada, disse que, ao convidá-lo, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, fez duas recomendações: “terminar o trabalho com o plano safra, junto com os Ministérios da Fazenda e do Desenvolvimento Agrário, e promover as mudanças estruturais na política agrícola que visem a correção da volatilidade de renda do produtor e a maior eficiência de gestão”. Segundo ele, o que se deseja é uma “política proativa”, que se antecipe aos desafios e que priorize a inovação.



Tags: Plano Agrícola e Pecuário, Ministério da Agricultura, Conselho Monetário Nacional, Secretaria de Política Agrícola, José Carlos Vaz.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência