Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 02/06/2011 | 17h25

Petrobras mantém investimento de R$ 93 bi em 2011

Companhia prevê a produção diária de 2,1 milhões de barris de petróleo para 2011.

André Magnabosco, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


André Magnabosco, Agência Estado

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou nesta quinta-feira, 2, que a previsão de investimentos da companhia para 2011 permanece inalterada em R$ 93 bilhões. O valor no final do ano, entretanto, pode oscilar 10% para cima ou para baixo, ressaltou. "Esperamos recuperar (o nível de aportes) ao longo do segundo, terceiro e quarto trimestres", afirmou o executivo, que participa nesta quinta-feira, 2, do 22º Congresso Brasileiro do Aço, evento organizado pelo Instituto Aço Brasil (IABr) em São Paulo.

A possibilidade de a companhia não atingir o investimento previsto este ano ganhou força porque a Petrobras encerrou o primeiro quadrimestre de 2011 com investimentos de R$ 20,465 bilhões, segundo dados publicados esta semana pelo Ministério do Planejamento. O montante ficou 11,3% abaixo dos aportes de R$ 23,071 bilhões realizados no mesmo período do ano passado. O começo de 2010, vale ressaltar, foi um período marcado pelo controle de gastos da companhia, que ainda não havia realizado a megacapitalização com vistas a reduzir o até então elevado nível de alavancagem.

Em 2010, a projeção da estatal indicava investimentos de aproximadamente R$ 85 bilhões, mas ao final do ano os aportes realizados totalizaram R$ 76,4 bilhões.

Barris

A companhia também manteve a previsão de encerrar 2011 com produção nacional de 2,1 milhões de barris diários de petróleo.

Nas últimas semanas, cresceu no mercado a desconfiança de que a Petrobras poderia não atingir a projeção, traçada inicialmente para o ano passado e não alcançada na oportunidade. "Nesse momento estamos mantendo a meta. Estamos ainda na metade do ano", ponderou Gabrielli.

O executivo explicou que o aumento da produção da companhia, com a operação de grandes navios plataformas com capacidade para produzir mais de 100 mil barris diários, é mais suscetível a provocar "soluços" na produção e, consequentemente, dificultar o trabalho de alcançar metas mensais.

A produção da Petrobras no Brasil alcançou 2,003 milhões de barris diários de petróleo em abril, resultado 1,7% inferior à produção de 2,039 milhões de barris diários do mês anterior.



Tags: Petrobras, José Sergio Gabrielli, Instituto Açõ Brasil, investimento, .

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência