Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 07/06/2011 | 16h35

Média diária de venda de veículos cai 4,9% em maio

Anfavea não comemora recorde de 318 mil emplacamentos no mês.

Giovanna Riato, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Giovanna Riato, AB

Com 318.534 emplacamentos, maio foi o mês com o maior volume de vendas de veículos do ano, com expansão de 10,1% sobre abril e de 26,9% em relação ao mesmo período de 2010. No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, o avanço foi de 8,8%, para 1,43 milhão de unidades. Apesar do recorde, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea) não enxerga motivo para comemorar.

A entidade alertou que o crescimento das vendas no mês passado foi impulsionado pela maior quantidade de dias úteis e destacou que o mercado mostra tendência de retração. “Em abril a média diária era de 15.220 veículos. Esse número caiu para 14.479 em maio, uma redução de 4,9%”, explica Cledorvino Belini, presidente da associação.

As vendas diárias de veículos nacionais desaceleraram 6,5% no mês passado, enquanto o emplacamento de importados acresceu 0,8%. “A situação começa a nos preocupar”, revela Belini. Segundo ele, a redução é consequência das medidas macroprudenciais que começaram ser anunciadas pelo governo em dezembro do ano passado.
Assista à entrevista exclusiva da AB webTV com Cledorvino Belini, presidente da Anfavea:





Mudança de cenário

Belini aponta que o setor automotivo vinha crescendo ao ritmo de dois dígitos até o governo adotar a nova postura para reduzir o ritmo de expansão do mercado e combater a inflação. “Claro que o aumento dos juros não é uma notícia boa para o setor, mas a nossa maior preocupação é a inflação e entendemos que as medidas são necessárias”, afirma.

A redução do ritmo de expansão do crédito foi a mudança que mais afetou o setor. Entre outubro e dezembro de 2010, a avanço ficava entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões por mês. Já de janeiro a abril a alta ficou em torno de R$ 1 bilhão por mês.

Houve ainda aumento de 2,8 pontos percentuais nos juros. Mais recentemente, outros dados apontaram para uma tendência de desaceleração. O primeiro é o Índice de Confiança do Consumidor, medido pela FGV, que caiu de 115,4 para 113,3 em maio. A inadimplência acima de 90 dias, continua baixa, em 3,3%, mas começa a preocupar. “Este indicador tem crescido”, aponta Belini.



Confira aqui a apresentação completa dos dados da Anfavea.


Veículos leves

Os emplacamentos de veículos leves cresceram 10,1% em maio na comparação com abril e 27,5% no reajuste anual, com 300.514 unidades. O avanço chega a 8,3% entre janeiro e maio, para 1,35 milhão de veículos.

Caminhões

A evolução do mercado de caminhões foi de 12,1% em maio sobre abril. Foram comercializadas 15.142 unidades, com expansão de 14,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. As vendas do segmento chegaram a 68.155 no ano, com alta de 17,5% no reajuste anual.

Ônibus

Com 2.878 unidades em maio, os emplacamentos de ônibus cresceram 4% sobre o mês anterior e 35,1% se comparados ao mesmo período de 2010. Nos primeiros cinco meses de 2011 foram comercializados 13.633 veículos, um avanço de 24,9% sobre o ano passado.



Tags: Anfavea, veículos, emplacamento, mercado, média diária, carro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência