Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Marketing e Lançamentos | 10/06/2011 | 18h15

Nissan faz eventos para promover March e Leaf

Inova Show tem até test drive de carro elétrico.

Mário Curcio, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mário Curcio, AB

Para antecipar a chegada de seu carro pequeno no Brasil, o March, exibir o modelo elétrico Leaf e os carros já à venda por aqui, a Nissan criou um grande evento chamado Nissan Inova Show. Quem mora na cidade de São Paulo pode conhecer e dirigir no fim de semana, dias 11 e 12, vários modelos da marca, inclusive o elétrico. O evento funciona ainda como feirão, com preços diferenciados para Livina, Grand Livina, Sentra, Tiida e a picape Frontier. A Nissan não revela quanto gastou nesse evento, apenas que levará a ação promocional para mais de 30 cidades durante um ano.

Automotive Business mostra a você nesta reportagem o Leaf, que tem este nome (folha, em inglês) por seu apelo ecológico. O carro é movido somente a eletricidade. Ele utiliza baterias de íons de lítio instaladas sob o banco. Foi este o lugar que a Nissan encontrou para melhorar o aproveitamento de espaço e a distribuição de peso, já que essas baterias têm quase 290 quilos. Colocadas ali, perto do chão, ajudam a baixar o centro de gravidade e a melhorar a estabilidade do carro.

Silencioso e fácil de guiar

Muito fácil de dirigir, o Leaf só tem dois pedais, acelerador e freio. No lugar da alavanca de câmbio há um comando parecido com o dos carros automáticos. Rodando, o carro é tão silencioso que causa até estranheza. É algo como acelerar e dirigir um carro com o motor desligado. O som mais alto que se ouvia no test drive era dos pneus passando sobre a terra e as pedrinhas do piso.

O circuito preparado pela Nissan no Inova Show é pequeno e plano, por isso não dá para dizer com precisão o quanto o Leaf é rápido ou lento. A impressão que se tem ali é de estar dirigindo um carro a gasolina com motor 1.8. A velocidade máxima, porém, está mais para carro 1.0: 145 km/h. A autonomia é pequena, 160 quilômetros entre cada recarga em uso misto. Se o trânsito estiver pesado e o motorista utilizar ar-condicionado ou aquecimento, esse número será certamente menor.

O painel de instrumentos tem desenho futurista e pequenos ícones em forma de folha mostram ao motorista se ele está dirigindo de maneira econômica ou não. O carro é equipado com quadro discos de freio e sistema regenerativo de frenagem, capaz de transformar em eletricidade parte da energia gasta para parar o carro. Quanto mais suaves e progressivas as freadas, mais energia o motorista reaproveita.

Outro detalhe bacana é a possibilidade de programar o carro a distância, pelo celular. Isso é útil num dia frio, por exemplo, quando o motorista pode entrar em seu Leaf com a cabine já aquecida pela manhã. Nos países em que a tarifa de energia é mais baixa à noite, o motorista também pode programar a recarga do carro nesses horários e economizar energia.

Numa recarga normal, de oito horas, o Leaf consome 3,3 kilowatts/hora de energia, o equivalente ao gasto de três ferros de passar. O Leaf não está à venda no Brasil, mas é possível que esteja em nosso mercado em três anos. Nos Estados Unidos, às custas de muitos incentivos, o carro é vendido a US$ 25.280.



Tags: Nissan, March, Leaf, Playcenter, Nissan Inova Show.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência