Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 21/07/2011 | 19h55

Kasinski terá segundo turno em Manaus, AM

Ampliação da capacidade em 2012 permitirá até 12 mil motos/mês

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB, com informações do Valor Econômico

A CR Zongshen, que detém a Kasinski desde 2009, está se preparando para aumentar a produção de sua atual fábrica em Manaus. De acordo com o site do jornal Valor Econômico, um segundo turno de produção começa a operar nos primeiros três meses de 2012. Segundo o presidente da empresa, Cláudio Rosa Júnior, o turno extra permitirá elevar a produção para 10 mil a 12 mil motos por mês.

No primeiro semestre deste ano, a Kasinski já vendeu mais de 26 mil motos, três vezes acima de igual período de 2010. Atualmente, ela ocupa o quinto lugar no ranking de vendas, com 1,4%. Ano passado esse número não chegava a 0,9%.

O aumento da produção servirá também para atender uma nova demanda da empresa, a produção das motos da marca Flash, que serão vendidas na rede Máquina de Vendas, uma holding formada pelas lojas Ricardo Eletro (forte em Minas Gerais), Insinuante (Nordeste especialmente) e City Lar (grande no Nordeste e Centro-Oeste).

A Kasinski é mais um desses complicados frutos da globalização. Em 2009, o empresário Abraham Kasinsky, cansado de olhar para o teto após a venda da Cofap, passou a montar as motocicletas sul-coreanas Hyosung, nas quais colocou seu sobrenome, trocando o “y” final por “i”.

Com as sucessivas altas do dólar no início da década anterior, as motocicletas sul-coreanas ficaram com o preço pouco competitivo ante as nacionais. Naquele momento, a Kasinski começou a trazer da China as motos menores, até 150 cc (a coreana Hyosung Mirage 250 continua sendo nacionalizada até hoje).

A escolha inadequada de projetos e fornecedores chineses e a falta de testes efetivos com essas motos (havia gente na área de desenvolvimento que nem mesmo pilotava motos) comprometeu o futuro da marca. Veio a crise de 2008 e parte do setor, com forte dependência de financiamentos, começou a abrir o bico em 2009. Foi quando Cláudio Rosa Júnior deixou a Sundown, juntou-se à Zongshen (grande fornecedor dessa outra marca) e adquiriu a Kasinski.



Tags: CR Zongshen, Kasinski, Kasinsky, Cofap, Cláudio Rosa Júnior, Hyosung.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência