Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 15/08/2011 | 20h50

Petrobras lucra R$ 21,9 bi no semestre

Valor é recorde para o período

Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Agência Estado

A Petrobras divulgou nesta segunda-feira, 15, que no primeiro semestre de 2011 apurou lucro líquido recorde de R$ 21,93 bilhões, resultado que representa incremento de 18% em relação ao acumulado do primeiro semestre de 2010. O fluxo de caixa líquido do período chegou a R$ 27,2 bilhões. O crescimento, segundo a Petrobras, foi influenciado pelo aumento das vendas e preços do petróleo.

O diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, afirmou que boa parte do ganho financeiro de R$ 2,8 bilhões da empresa no segundo trimestre se deu graças ao impacto cambial, com a desvalorização do dólar e valorização do real. Barbassa informou que o efeito do câmbio respondeu por R$ 1,3 bilhão do total.

Barbassa destacou ainda que a queda no preço do barril de petróleo, verificada recentemente, deve ser uma tendência. Para ele, a estimativa é de que as curvas de preços do mercado internacional e doméstico se igualem com o recuo no valor do barril e a manutenção dos preços praticados pela estatal.

Para o diretor financeiro, o País ficou em desvantagem no segundo trimestre porque houve um aumento na diferença de preços entre o petróleo produzido aqui e o Brent. “A diferença existe porque o petróleo brasileiro é mais pesado, no fim do quarto trimestre do ano passado estava em torno de US$ 4 e agora está em US$ 8, com o barril de petróleo nacional sendo exportado por US$ 109 ante a média do Brent de US$ 117.”

Barbassa também destacou que com a alta do preço internacional do barril no mercado, ao longo do primeiro semestre de 2011, houve maior pressão sobre os custos de extração. “O preço internacional mais alto estimula a indústria a elevar preços dos bens que compramos para fazer o desenvolvimento da produção de petróleo”, disse.

O custo de extração encerrou o segundo trimestre deste ano em R$ 20,93 por barril. Com participações governamentais o valor chega a R$ 55,14, ante R$ 19 e R$ 50,66, respectivamente, no primeiro trimestre.



Tags: Petrobras, balanço, lucro, barril, petróleo, gasolina, diesel.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência