Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 25/08/2011 | 00h55

BNDES prevê R$ 240 bi em infraestrutura até 2014

Setor elétrico receberá R$ 118 bilhões.

Agência Estado

Kelly Lima, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


O B nco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estima que os investimentos em infraestrutura no País até 2014 atinjam R$ 240 bilhões, disse na quarta-feira, 24, a gerente do Departamento de Energia Elétrica do banco, Maria Helena de Oliveira. Segundo ela, o volume estimado é quase o dobro do investido nos quatro anos anteriores. O BNDES deve participar com cerca de 60% deste total.

Do volume esperado, a maior parte será destinada ao setor elétrico, R$ 118 bilhões, ante R$ 91 bilhões no período anterior. Entre os novos investimentos também estão previstos R$ 6,4 bilhões em aeroportos e R$ 6 bilhões em eventos esportivos, que não receberam nenhum recurso no período anterior.

Maria Helena disse que existem na carteira do banco 268 projetos, dos quais 113 destinados a energia alternativa, 16 para hidrelétricas, 21 para a área de distribuição de energia, 31 para transmissão, 9 na área de ferrovias, 29 para rodovias e 16 térmicas.

Para a executiva, a tendência é de que nos próximos anos a participação dos desembolsos destinados à infraestrutura na carteira total do banco deverá se elevar dos atuais 31%. "Nós já chegamos a ter até 40% dos recursos, mas no último ano o banco teve que ampliar o destino de recursos a empresas pela falta de crédito no mercado por conta da crise financeira de 2008", comentou.



Tags: BNDES, energia elétrica, investimentos, infraestrutura.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência