Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 12/09/2011 | 17h19

Etanol, melhor que gasolina em São Paulo

Preço médio na capital paulista foi de R$ 1,901 em agosto

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

O etanol foi o combustível mais vantajoso para abastecer na capital paulista em agosto. O motorista paulistano pagou 1% mais pelo litro, que passou a valer, em média, R$ 1,901. As oscilações nos preços foram grandes, entre R$ 2,059/l (Vila Isa, Zona Sul) e R$ 1,669/l na Vila Pierina, região Leste. Esse foi o resultado da última pesquisa realizada pelo Índice de Preços Ticket Car (IPTC).

O levantamento também mostra que a gasolina teve uma pequena retração de 0,07%, para a média de R$ 2, 717/l. O combustível mais em conta estava nos postos da Vila Aricanduva, Vila Norma e Vila Santo Estefano, Zona Leste, por R$ 2,490/l; o mais caro estava na região Sul de São Paulo, Jardim Europa, por R$ 3,201/l.

O preço médio do diesel foi de R$ 1,996 e do biodiesel, R$ 1,991. O valor do m³ do GNV ficou em R$ 1,425.

Para quem tem veículo flex, a dica é fazer uma conta simples na hora de abastecer. “Divida o preço do etanol pelo da gasolina. Resultados inferiores ou até 70% dão vantagem para o combustível vegetal, mais que isso o derivado do petróleo é a melhor opção”, explica Eduardo Lopes, coordenador de Produto do Ticket Car. “Vale a pena lembrar que mesmo nos casos de vantagem econômica para a gasolina, o etanol é sempre ecologicamente mais indicado”, completa.



Tags: Ticket Car, etanol, gasolina, combustíveis, flex, GNV, diesel.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência