Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 12/10/2011 | 20h48

Argentina adia Euro 5 para 2013

Decisão atende pedido de fabricantes de veículos e motores

Redação AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Foto: caminhão Mercedes-Benz comercializado na Argentina

Redação AB, com informações do site www.megautos.com

A Argentina não exigirá as normas Euro 5 para os novos veículos comerciais pesados emplacados no país em 2012, como previa a legislação local, que estabelecia a vigência dos padrões a partir de 1º de janeiro. Resolução publicada no boletim oficial da Secretaria do Ambiente atrasou em um ano a exigência da certificação de emissões gasosas e sonoras para motores pesados e leves.

A alteração de planos está definida na resolução 1434/2011, que modifica a resolução 35/09, também relacionada aos limites de emissões contaminantes, de ruídos e radiações parasitas originárias de veículos automotores. A iniciativa adia para 2013 a vigência de Euro 5 na Argentina e determina, ainda, que a partir de 1º de janeiro de 2015 a exigência se estenderá a todos os veículos e motores fabricados ou importados para comercialização no mercado local.

Segundo o site www.megautos.com, a modificação na legislação se baseou em solicitação de fabricantes e importadoras de veículos, que alertaram para a impossibilidade de cumprir os prazos de certificação por problemas em logística de produção, distribuição e acumulação de estoques e ainda pelo tempo reduzido para realização de ensaios.

A determinação do governo argentino terá implicações também no Brasil, onde são fabricados caminhões e chassis de ônibus para comercialização no país vizinho. Com o recuo no programa de emissões na Argentina, é previsível que os produtores brasileiros deverão conviver com volumes maiores na montagem de unidades Euro 3 para atender às exportações.

Permanecem, assim, as dúvidas sobre a disponibilidade na Argentina de diesel limpo, dentro do padrão S50, com 50 partes de enxofre por milhão, exigido para o funcionamento correto dos motores Euro 5 (P7) de caminhões brasileiros. Será necessário para esses veículos, também, o suprimento de Arla 32 para os sistemas de pós-tratamento com tecnologia SCR (de redução catalítica), adotada pela maioria dos fabricantes de veículos comerciais pesados no Brasil. A MAN adotou SCR e também EGR (de recirculação de gases de escape).

No dia 25 de outubro, no hotel Holiday Inn Anhembi, em São Paulo, durante a Fenatran, a Anfavea promoverá a terceira etapa do programa Diesel e Emissões em Debate, para debater as questões finais que envolvem a implantação do Proconve P7 no Brasil a partir de 1º de janeiro de 2012. Automotive Business organiza o evento e atende as inscrições (gratuitas, mas limitadas) pelo tel. 11 5095-8883.

Mais em
www.megautos.com/Argentina-sin-Euro-V-hasta-2013-1935.html



Tags: Euro 5, Proconve P7, normas de emissões, veículos comerciais.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência