Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Política e Legislação | 14/10/2011 | 13h13

Japão e Coreia contestam alta do IPI na OMC

Iniciativa pode fragilizar negociações bilaterais do Brasil

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

O Japão e a Coreia protocolaram recursos na OMC (Organização Mundial do Comércio) contra o aumento de 30 pontos porcentuais no IPI de carros importados, anunciado pelo governo e formalizado no Decreto 7567. Os países afirmam que a medida fere o princípio básico da entidade, a não discriminação, desrespeitando o artigo sobre tratamento nacional das empresas, que impede diferenciação de produtos nacionais e importados.

David Wong, diretor da Kaiser, consultoria especializada no setor automotivo, destaca que a iniciativa asiática pode ter como efeito colateral a fragilização nas negociações bilaterais do País com a União Europeia no segmento, que estão sendo retomadas. “A probabilidade de o Brasil resistir à ação proposta na OMC é pequena”, acredita.

Ainda que a vigência do Decreto se estenda por apenas um ano, o governo brasileiro terá que devolver os tributos recolhidos a mais se a OMC acatar o pleito dos asiáticos. "Há efeito retroativo, ainda que se esgote o período previsto para o ato executivo", alerta Wong.



Tags: IPI, OMC, Kaiser, Decreto 7567, carro, importado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência