Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 18/10/2011 | 17h27

Etanol recupera vantagem em São Paulo

Na cidade, combustível volta a valer a pena no confronto com gasolina

Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Agência Estado

Abastecer o carro com etanol começou a voltar a valer a pena na cidade de São Paulo na segunda semana de outubro, conforme apontam dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgados hoje. De acordo com a instituição, a relação entre o preço do combustível e o da gasolina recuou e atingiu 69,96% na capital paulista. Na primeira quadrissemana do mês, a marca era de 70,26%.

Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina.

O coordenador-adjunto do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), Rafael Costa Lima, considera a redução na relação entre o etanol e a gasolina leve e, por isso, avalia que o consumidor precisa ter cautela na hora de optar por abastecer o carro com álcool combustível. Segundo ele, o recuo reflete a diminuição na demanda do produto nas usinas. “Como o etanol subiu bastante e mais cedo que o esperado, já está havendo queda nos pedidos feitos para as usinas”, explicou. Costa Lima acredita que a diferença entre etanol e gasolina deve ficar estável nos próximos meses.

De acordo com a Fipe, na pesquisa que levou em conta o IPC, o preço médio do etanol apresentou variação negativa de 0,02% na segunda quadrissemana do mês (período de 30 dias terminado em 15 de outubro), após aumento de 1,46% na primeira quadrissemana (período de 30 dias encerrado em 7 de outubro). A gasolina, por sua vez, recuou 0,15%, contra queda de 0,06% no levantamento anterior.

Hoje a Fipe informou que a taxa geral da inflação registrada pelo IPC na capital paulista passou de 0,23% para 0,27% na segunda quadrissemana de outubro. O resultado ficou dentro do intervalo de estimativas coletadas pela Agência Estado com analistas do mercado financeiro, já que eles esperavam alta de 0,20% a 0,31%, com mediana de 0,25%.

Etanol recua em 16 Estados e no DF

Os preços do etanol praticados nos postos brasileiros recuaram em 16 Estados e no Distrito Federal e subiram em nove, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada em 15 de outubro de 2011. Em Sergipe, os preços permaneceram estáveis. No período de um mês, os valores do etanol recuaram em nove Estados e registram alta em outros 17 e no Distrito Federal.

Na média de preços do Brasil, a gasolina permanece mais competitiva que o etanol, de acordo com a ANP. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,751 por litro, o preço do etanol é competitivo até R$ 1,9257 por litro. Como o preço médio do etanol no Brasil está em R$ 1,99, os preços da gasolina estão 3,6% abaixo do ponto de equilíbrio.



Tags: Etanol, Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Fipe, Índice de Preços ao Consumidor, IPC, Rafael Costa Lima, Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis, ANP.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência