Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 31/10/2011 | 10h42

Metalúrgicos entram em estado de greve

Trabalhadores de São Paulo e Mogi aguardam novas propostas até 4/11

Mário Curcio, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mário Curcio, AB

Em assembleia deliberativa realizada na manhã deste domingo, 30, os metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes confirmaram sua rejeição a contrapropostas entre 7,5% a 8,5% de reajuste salarial dos grupos patronais e aprovaram greve a partir da próxima segunda-feira, dia 7 de novembro. Eles querem no mínimo 10%.

Em estado de greve, os trabalhadores aguardam novas propostas até o dia 4, sexta-feira. “A inflação dos últimos 12 meses encerrados em outubro deve ficar em torno de 7%. Queremos aumento real significativo”, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Miguel Torres.

As paralisações podem ser por segmento econômico ou por região. A categoria, com data-base em 1º de novembro, pede reposição salarial com aumento real, valorização do piso, redução da jornada semanal para 40 horas, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) para todos, licença-maternidade de 180 dias e estabilidade aos acidentados, entre outras reivindicações (são 152 ao todo).

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes reúne cerca de 11 mil indústrias e 270 mil trabalhadores. A Campanha Salarial 2011 é unificada com outros 53 sindicatos de metalúrgicos de São Paulo filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo e à Força Sindical.



Tags: Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Miguel Torres, data-base, PLR, reivindicações, reposição salarial.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência