Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Elétricos e híbridos | 22/12/2011 | 17h15

Kia lança versão elétrica do Ray

Modelo rodará em testes de desenvolvimento por órgãos públicos sul-coreanos

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Kia Motors apresentou o primeiro veículo elétrico da Coreia do Sul nesta quinta-feira. Criado para o mercado local, o Ray EV usa como base o Ray 1.0, compacto a gasolina lançado em novembro. A fabricante quer produzir 2.500 unidades do EV em 2012, que serão fornecidas aos departamentos governamentais e órgãos públicos como parte do programa de pesquisa e desenvolvimento de longo prazo em condições reais.

As versões a combustão e elétrica compartilham projeto e também a linha de montagem. O Ray EV utiliza um motor elétrico de 50 kilowatts alimentado por uma bateria de polímero de íons de lítio de 16,4 kilowatts/hora, projetada para uma vida útil de dez anos. Fica sob o banco traseiro e tem autonomia entre recargas de 139 quilômetros.

Embora o carro pese 187 quilos a mais que o modelo a gasolina, o torque de seu motor elétrico (17,3 m.kgf) é 77% mais alto que o fornecido pelo propulsor a combustão. A aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em 15,9 segundos e a velocidade máxima é de 130 km/h. Utilizando-se uma tomada de 220 volts, o tempo de recarga é de seis horas, que baixa para 25 minutos no modo de carga rápida.

Segundo a Kia, a técnica de construção da bateria permitiu a redução de peso em 13% e o aumento da densidade de energia em 15% em relação aos sistemas concorrentes.



Tags: Kia, Ray EV, Ray 1.0, polímerto de íons de lítio, densidade de energia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência