Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 06/01/2012 | 12h20

KPMG: Brasil pode ser 3º maior mercado em 2016

País poderá exportar mais de 1 milhão de veículos até 2017

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

O Brasil poderá chegar a 2016 como o terceiro maior mercado de veículos do mundo, segundo a pesquisa Global do Setor Automotivo 2012, realizada com 200 executivos do mundo todo pela empresa de consultoria e auditoria KPMG, divulgada nesta sexta-feira, 6. Após encerrar 2011 com a venda de 3,63 milhões de veículos (leia aqui), o País fechou o ano na quarta posição do ranking global.

A pesquisa aponta ainda que a expectativa dos executivos ouvidos é que até 2017 o Brasil passe a exportar mais de 1 milhão de veículos ao ano. Em 2011, as exportações do setor automotivo brasileiro somaram pouco mais da metade projetada pelo estudo, 541,5 milhões de veículos, segundo dados da Anfavea (leia aqui).

"O resultado da pesquisa demonstra claramente a imagem que o mercado automobilístico de todo o mundo projeta para Brasil: a de um país com a economia sólida e ótimas perspectivas para os negócios. Ao final, o mercado encontrou um lugar propício no Brasil", afirmou em nota Charles Krieck, sócio-líder das áreas de mercados industriais e auditoria da KPMG no Brasil.

A expectativa dos entrevistados é de que em 2016 os países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) detenham mais de 40% de participação do mercado mundial.

A pesquisa foi realizada de agosto a outubro de 2011 (acesse aqui o estudo completo).



Tags: KPMG, pesquisa, Bric, Charles Krieck.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência