Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 11/01/2012 | 17h55

Nissan pode dobrar capacidade no México com nova fábrica

Produção chegaria a 600 mil/ano

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Nissan estuda dobrar sua capacidade de produção no México para algo como 600 mil unidades/ano, com a construção de uma nova fábrica no país, segundo informou no mês passado o jornal japonês de negócios Nikkei. A informação foi parcialmente confirmada na terça-feira, 10, pelo CEO da companhia, Carlos Ghosn (foto), durante o Automotive News World Congress, que acontece em Detroit, Estados Unidos. O executivo disse que de fato a ampliação está sendo planejada para atender ao sensível aumento de demanda de exportações a partir da planta mexicana para mercados da América do Norte e do Sul. Contudo, Ghosn não confirmou a amplitude do aumento de capacidade nem para quais modelos o investimento seria feito.

Segundo reportagem da agência Automotive News, a Nissan atualmente passa por dificuldades para atender a demanda crescente do mercado norte-americano, especialmente nos Estados Unidos, onde as vendas da marca cresceram 15% em 2011, para pouco mais de 1 milhão de unidades. A principal preocupação é aumentar a produção do sedã Altima, o mais bem vendido da marca na América do Norte e atualmente fabricado nas duas unidades industriais da Nissan em solo estadunidense, em Canton (Mississipi) e Smyrna (Tenessi).

Juntas, as duas fábricas podem fazer de 25 mil a 30 mil Altima por mês, número bastante abaixo de seus principais concorrentes nos Estados Unidos, a Toyota com o Camry e a Honda com o Accord. Em Canton a linha do sedã já opera em três turnos. Canton trabalha em dois turnos, mas lá a Nissan está acrescentando três novos modelos à produção: os crossovers Rogue e Infiniti JX e o sedã elétrico Leaf.

Assim, a alternativa para aumentar a produção do Altima é o México, que poderia fabricar o modelo ou assumir a produção de algum outro para abrir mais espaço nas plantas americanas. “Vamos anunciar alguma capacidade adicional no México nas próximas semanas”, disse Ghosn nos corredores do congresso da Automotive News.



Tags: Nissan, Altima, México, Carlos Ghosn.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência