Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Máquinas Agrícolas | 01/02/2012 | 11h37

CNH: lucro líquido global teve alta de 41,5% em 2011

Setor agrícola respondeu por 79% das vendas

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Case New Holland (CNH) anunciou os resultados globais para 2011. O lucro líquido após tributos e serviços financeiros atingiu US$ 225 milhões em 2011, alta de 41,5% na comparação com os US$ 159 milhões em 2010. As vendas líquidas alcançaram US$ 18,1 bilhões, alta de 25%.

Segundo a CNH, o crescimento ocorreu em virtude dos mercados de equipamentos agrícolas, que continuaram a ter um bom desempenho nos principais países onde ela atua, como Estados Unidos, Brasil e Argentina. A recuperação no segmento de equipamentos de construção também contribuiu para os resultados.

As máquinas agrícolas representaram 79% das vendas líquidas em 2011 e os equipamentos do setor de construção responderam pelos 21% restantes. A distribuição geográfica de receita para o período foi de 42% na América do Norte, 32% nos países da Europa, Ásia e Oriente Médio, 16% na América Latina e 10% na Oceania.

O lucro líquido antes da reestruturação financeira, e de outros itens excepcionais que incidem sobre o negócio, foi de US$ 918 milhões, como resultado de melhora no desempenho operacional industrial, melhores resultados das subsidiárias do grupo e menor taxa de impostos na comparação com o período anterior. Para 2012, a CNH acredita em aumento de demanda de 5% no setor de máquinas agrícolas e de 15% a 20% nas vendas unitárias dos equipamentos para construção.



Tags: CNH Global, máquinas agrícolas, equipamentos de construção, Case New Holland.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência