Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 22/02/2012 | 17h19

PSA Peugeot Citroën discute parceria com a GM

Foco da aliança é a redução de custos

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A PSA Peugeot Citroën admitiu a discussão de uma parceria com a General Motors, conforme especulou a imprensa europeia. Em comunicado distribuído na terça-feira, 21, a companhia declarou que, em linha com a estratégia de globalização e melhora da performance operacional, o grupo avalia cooperações. O texto, no entanto, destacava que “nesse estágio não há nenhuma certeza de que a negociação resulte em um acordo”.

Agências internacionais apontam que os objetivos da parceria são conter as perdas das empresas na Europa e reduzir os custos de produção em outras regiões. O acordo estaria mais focado no compartilhamento de veículos e peças do que em troca de participação acionária. A cooperação envolveria o desenvolvimento de motores, transmissões e até de automóveis completos, que posteriormente seriam vendidos sob as diferentes marcas.

A PSA enfrenta dificuldades para garantir lucratividade na Europa por produzir volumes menores do que os da Volkswagen e os da aliança Renault Nissan, principais concorrentes na região. A General Motors tem o mesmo problema com as marcas Opel e Vauxhall. O acordo poderia melhorar a lucratividade das duas companhias no continente e ainda acelerar o processo de internacionalização do grupo francês, que pretende realizar 50% das vendas fora da Europa até 2014.

Além da possibilidade de impulsionar os negócios em mercados como China e Brasil, a parceria também oferece uma porta de entrada para que a PSA retorne ao mercado norte-americano. A montadora interrompeu as vendas na região em 1992, após mais de 30 anos.

Qualquer acordo deve levar em conta outras parcerias das duas empresas. A PSA já trabalha com a Ford na área de motores diesel, com a Toyota em carros compactos, com a Mitsubishi em SUVs, crossovers e elétricos, e com a BMW no desenvolvimento de propulsores a gasolina e transmissões automáticas. A cooperação também precisaria ser aprovada pela família Peugeot, que detém 30% das ações da PSA.



Tags: PSA Peugeot Citroën, General Motors, acordo, aliança, parceria.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência