Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Política e Legislação | 19/03/2012 | 18h40

Desindustrialização agita metalúrgicos dia 4 de abril

Com apoio patronal, manifestação pode reunir 100 mil pessoas em SP

Paulo Ricardo Braga, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Informações atualizadas às 21h36

Paulo Ricardo Braga, AB

Ganha volume o grito de alerta contra a desindustrialização e pela preservação de empregos no País. Uma megamanifestação sindical, com apoio de organizações empresariais, está marcada para o próximo dia 4 de abril, diante da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, no Ibirapuera, na capital paulista.

Nesta segunda-feira, 19, os organizadores estiveram reunidos com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, em São Paulo, em busca de suporte para a iniciativa, promovida inicialmente pela Força Sindical, mas agora com o apoio público de boa parte da cadeia de produção automotiva. Será um evento engrossado especialmente por metalúrgicos, não se descartando a possibilidade de as montadoras e fabricantes de autopeças “liberalizarem” a presença de seus trabalhadores. O prefeito declarou que apoiará a manifestação.

"A Prefeitura atende ao pedido dos organizadores e dará todas as condições necessárias à realização do ato para que o movimento possa ter visibilidade e a sociedade brasileira possa compreender a situação de desindustrialização que temos hoje e suas consequências", afirmou Kassab.

Os organizadores esperam que nada menos de 100 mil pessoas estejam defronte à Assembleia na manifestação em defesa da indústria nacional – um discurso que nesse momento agrada e une patrões e empregados, mobilizando a opinião pública às vésperas do anúncio das novas regras para o regime automotivo brasileiro. Para a mobilização, mais de mil ônibus estarão disponíveis para transportar trabalhadores da região do ABC paulista e cidades do interior do Estado.

CONTRA IMPORTAÇÕES

Paulo Pereira da Silva, deputado federal e presidente da Força Sindical, reconheceu que o encontro com a presidente Dilma Roussef, na semana passada, para tratar de desindustrialização, foi “um fracasso”. Ele disse ao jornal Valor que há sinalização de esforços por parte do poder público para combater o avanço das importações, mas faltam medidas mais eficazes e ágeis.

O dirigente sindical esteve nesta segunda-feira, 19, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reforçando o pedido de apoio para a votação do Senado sobre a Resolução 72, da guerra dos portos, que defende a cobrança do ICMS no destino e não na origem da mercadoria.



Tags: Emprego, regime automotivo, metalúrgicos, desindustrialização.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência