Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 23/03/2012 | 19h00

Belini já soma Fiat e Chrysler na América Latina

Executivo deixa no ar possíveis sinergias

Pedro Kutney, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Pedro Kutney, AB
De Santiago, Chile


Em sua exposição aos jornalistas durante o lançamento do Fiat Grand Siena, no Chile, nesta sexta-feira, 23, Cledorvino Belini usou o aumento de tamanho da nova geração do sedã como metáfora para o crescimento do grupo empresarial que dirige. “O Siena cresce assim como o Grupo Fiat Chrysler”, disse, assumindo de vez a integração das duas companhias também na América Latina – e deixando no ar a assunção de maior cooperação entre as unidades na região. “Crescemos a escala, reduzimos os custos e compartilhamos inovação”, resumiu.

Falando desta vez oficialmente como presidente do Grupo Fiat Chrysler América Latina, replicando aqui a nova estrutura organizacional global da empresa criada em meados do ano passado, Belini já tratou de somar as coisas. Disse que as 13 marcas que agora integram a companhia venderam juntas em 2011 o total de 4,2 milhões de veículos nos mercados em que atua, com meta de atingir 6 milhões até 2014. “Apesar das incertezas que cercam a economia global, estamos conquistando ótimos resultados”, afirmou, citando a recuperação da Chrysler nos Estados Unidos em 2011, com aumento de 26% nas vendas, a expansão de 66% do faturamento global do grupo, para € 59,6 bilhões, e a redução da dívida líquida.

Para levar adiante a estratégia de crescimento do grupo, Belini informa que Chrysler e Fiat vão fazer juntas no mundo todo 50 lançamentos de produtos este ano. “Isso comprova nossa confiança no futuro.”

Em 2011, a América Latina contribuiu com quase um quarto (23%) das vendas globais, com 1 milhão de unidades “e perspectiva de crescimento de 4% ao ano”, projetou Belini, destacando em especial a expansão contínua do mercado brasileiro, com crescimento consistente do PIB e aumento da classe média. “Para preservar esse ciclo virtuoso agora é necessário romper os gargalos de infraestrutura e competitividade com investimentos e inovação”, defendeu. “Só assim vamos enfrentar a crise.”

Belini também já soma os lançamentos do grupo no Brasil, que em 2012 devem ser de 20 no total. “Nessa conta já lançamos os novos Dodge Durango, o Jeep Compass, o Chrysler 300C, nosso mais luxuoso modelo, e agora apresentamos o Grand Siena”, disse.



Tags: Fiat, Chrysler, América Latina, Grand Siena, lançamento, estratégia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência