Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Marketing e Lançamentos | 29/03/2012 | 18h53

VW Amarok recebe câmbio automático

Opção de R$ 135.990 inova com oito marchas

Mário Curcio, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mário Curcio, AB

Dois anos após seu lançamento no Brasil, a picape VW Amarok recebe, enfim, um câmbio automático. O modelo parte de R$ 135.990 e utiliza transmissão ZF de oito velocidades desenvolvida especialmente para o utilitário. A novidade recebe também o sistema 4Motion, tração permanente nas quatro rodas.

“Com essa nova opção e também a versão de cabine simples, lançada no fim de 2011, devemos fechar o ano com 20 mil unidades”, afirma Marcelo Olival, responsável pelo segmento de comerciais leves da Volkswagen. “As opções cobrem agora 80% do mercado de picapes. Queremos estar entre as três mais vendidas”, diz o executivo, que acredita que a novidade responderá por 50% das vendas.

A meta é ambiciosa, já que o modelo terminou 2011 no sexto lugar entre as picapes médias, com 10.227 unidades emplacadas. Vale lembrar que a Chevrolet S10, líder do segmento, foi reestilizada e já está à venda, a nova Ford Ranger chegará em algumas semanas e a Toyota Hilux já tem opção com motor flexível, como ocorre com a S10, e também a L200. A Amarok não tem nem mesmo opção a gasolina, só motores a diesel, que encarecem o preço final.

Considerando as principais concorrentes com opção automática, cabine dupla, motor a diesel e tração 4x4, a Amarok é a mais cara. A S10 tem preço sugerido a partir de R$ 135.250 nessa configuração, a Toyota Hilux, de R$ 134.410, a Mitsubishi L200, de R$ 125.990 e a Nissan Frontier, de R$ 126.490.

MOTOR PASSA DE 163 CV A 180 CV

Com a Amarok automática surge o motor 2.0 de 180 cv. Além de equipar o lançamento, ele substitui a unidade de 163 cv empregada em parte da linha. A cilindrada se manteve, mas a potência subiu por causa de atualização do software de controle e de alterações feitas no turbocompressor de duplo estágio da BorgWarner. A VW garante maior economia com essas mudanças associadas e consumo de 12,2 km/litro.

A transmissão de oito marchas tem a primeira bastante curta para substituir a reduzida e a oitava é bastante longa para reduzir consumo, emissões e ruído interno em trechos de estrada.

Nas versões de entrada da Amarok, a potência de 122 cv foi mantida, mas a turbina Garret de geometria variável passou da segunda para a terceira geração, usando agora atuador eletrônico em vez de pneumático.

PICAPE INTELIGENTE

Por causa dos itens de tecnologia como a transmissão automática de oito marchas, a tração 4x4 permanente, o bloqueio eletrônico do diferencial e a opção por Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP), Controle Automático de Descida (HDC) e Assistente para Partida em Subida (HSA), a Volkswagen utilizará na campanha de lançamento da Amarok automática o slogan “A força da inteligência”. A ideia será reforçada por dois filmes diferentes, sempre estrelados por atores fortões e mal-encarados, que desfecham os comerciais com inteligência em vez de força bruta.

Amarok
Versão topo de linha parte de R$ 135.990 e utiliza câmbio automático ZF de oito marchas, a primeira bem curta para fazer o papel da reduzida e a oitava muito longa, para conforto acústico, redução de consumo e de emissões.



Tags: Volkswagen, VW, Amarok, automática, 4Motion.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência