Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 04/04/2012 | 10h54

Reino Unido e China são líderes em competitividade

Estudo da KPMG indica os países que se destacam entre os desenvolvidos e emergentes

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

O levantamento Competitive Alternatives realizado pela KPMG, que indica em quais regiões é recomendável fazer negócios, constatou que, entre os países desenvolvidos, o Reino Unido é o mais competitivo. A China liderou o ranking das nações emergentes, em que o Brasil aparece como último colocado.

O estudo aponta que o Reino Unido saltou da quarta posição em 2010 para a primeira este ano. A redução dos custos de mão de obra como reflexo da crise financeira, a oferta de instalações industriais e serviços públicos, a redução de impostos e o menor valor da libra esterlina são alguns dos motivos para o ganho de competitividade.

Já o Brasil, o emergente com custos mais altos, se aproxima dos níveis de países desenvolvidos. O levantamento toma como base os Estados Unidos. A vantagem competitiva nacional na comparação com a América do Norte é de apenas 7%, porcentual muito próximo ao do Reino Unido (5,5%). Enquanto isso, a China apresenta custos 25,8% menores. A vantagem também é expressiva na Índia (25,3%), México (21%) e Rússia (19,7%).

O ponto fraco do Brasil no ranking de competitividade é o nível salarial, significativamente maior do que o de outras nações de alto crescimento, e a carga tributária. Segundo a KPMG, as empresas buscam se estabelecer em emergentes para estruturar uma rede global de suprimentos. A consultoria lembra que a vantagem de estar nestes mercados não é determinada apenas pelos custos, mas também pela geração de valor. O avanço tecnológico e aumento da capacidade produtiva deve fazer com que estas regiões avancem entre os líderes em negócios globais.

Realizada em 14 países, a pesquisa leva em conta 26 elementos de custos empresariais, como mão de obra, impostos e imóveis. Além disso, o estudo considera informações gerais, como dados demográficos, educação, inovação, infraestrutura, condições econômicas e qualidade de vida.

Competitividade



Tags: competitividade, mercado, produção, negócios, Brasil, China, Reino Unido, KPMG.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência