Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mundo Digital | 16/04/2012 | 19h20

Cresce interesse pelo setor automobilístico nas redes sociais

Maioria dos internautas busca informações sobre o tema na internet

Automotive Business

Redação AB

A agência de comunicação digital Moustache elaborou estudo que revela grande potencial de crescimento na utilização das redes sociais, como Facebook e Twitter, por parte dos fabricantes de veículos no Brasil. Embora os investimentos nessa áreas aqui ainda sejam menores do que em outros grandes mercados automobilísticos do mundo, o levantamento da Moustache revela que é crescente o interesse do setor em fazer seus produtos circularem por essas mídias. Isso porque também é crescente o interesse de internautas por informações relativas a automóveis e seus fabricantes.

A Moustache cita uma pesquisa recente da eCMetrics, revelando que há muito interesse do público jovem brasileiro em interagir com as marcas automobilísticas pelas redes sociais. O levantamento mostra que a maioria dos internautas tem ou deseja ter envolvimento maior com o setor na internet, principalmente para compartilhar experiências, acessar e trocar informações e influenciar no desenvolvimento de novos produtos. Mais: 17% costumam aderir a alguma fan page de marca de automóvel. Muitas já têm “consumidores influenciadores”, que se fazem presentes na maioria das comunidades virtuais sobre a empresa e defendem o produto/marca até “ganhar” a cabeça do outro que está contra suas ideias.

A pesquisa mostra que 4% dos internautas ouvidos criam conteúdo com informações nas redes sociais, com postagens de textos, imagens, vídeos e abertura de fóruns de discussão sobre assuntos ligados ao setor automobilístico. Outros 19% comentam e compartilham esses conteúdos. Enquanto 40% procuram com frequência informações sobre automóveis nas redes, 22% fazem isso eventualmente e 8% não se envolvem, mas gostariam de ter mais acesso a essas informações. Somente 7% dos pesquisados disseram não ter interesse algum sobre o tema.

O estudo também levantou como os internautas gostariam de se envolver mais com o setor automotivo na internet: 26% querem acessar notícias, 21% aprender sobre novos conteúdos, 15% procuram obter respostas mais rápidas para dúvidas, 13% esperam ser convidados a eventos exclusivos, 9% compartilham experiências, 7% almejam influenciar no desenvolvimento de produtos e 5% buscam acessar conteúdos divertidos.

Atualmente, 81% das pessoas que têm acesso à internet no Brasil usam a ferramenta para pesquisar preços e condições de pagamento antes de ir a uma loja física. A maioria delas também circula pelas redes sociais. Nos Estados Unidos essa tendência já foi confirmada em números por uma pesquisa realizada pela Dealer.com, mostrando que 84% dos compradores norte-americanos de veículos usam o Facebook e 38% dos que adquirem carros novos irão usar as mídias sociais para pesquisar a próxima compra.

O estudo da Moustache destaca que cada vez mais as empresas do setor automotivo deverão voltar atenções às redes sociais, pois atualmente é comum encontrar comentários de consumidores que podem favorecer uma marca ou produto, e da mesma forma disseminar rejeição. “O que as pessoas dizem na internet tornou-se objeto importante de monitoramento e pesquisa para auxiliar as empresas a manter suas marca e vendas mais sadias”, conclui o levantamento.



Tags: Redes sociais, internet, Facebook, Twitter, internauta.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência