Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 16/04/2012 | 22h58

MAN lança seu primeiro caminhão no Brasil

Extrapesado TGX chega em três versões

SUELI REIS, AB

A MAN Latin America apresentou nesta segunda-feira, 16, o primeiro caminhão da marca MAN para o mercado brasileiro e produzido no País, o modelo pesado TGX, que chega em três versões: TGX 28.440 6x2, TGX 29.440 6x4 e TGX 33.440 6x4, todos com motor MAN D26 de 12 litros e 440 cavalos de potência, que inauguram a montadora na categoria de extrapesados no mercado interno, acima de 400 cv de potência. O projeto consumiu investimento na ordem de R$ 100 milhões, entre estudo e desenvolvimento do produto, que demorou três anos, e na concepção du uma linha de produção separada em Resende (RJ), com capacidade para 5 mil unidades/ano, inaugurada em abril de 2010, além das despesas de lançamento.

“Com os novos cavalos mecânicos, passamos a oferecer uma gama completa de produtos, com modelos de 5,5 a 74 toneladas de peso bruto total combinado, reforçando ainda mais o conceito sob medida aplicados em 30 anos de mercado”, ressaltou Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America, empresa que desde 2008 também controla a marca Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) no País.

Os caminhões TGX começam a ser produzidos este mês, com cerca de 200 unidades. O presidente informa que o índice de nacionalização atual está em 40% e que em um ano deve chegar a 60%. Por enquanto, as cabines já vem montadas e pintadas da MAN na Alemanha, assim como os motores.

As vendas dos TGX iniciam em maio, gradativamente: o primeiro modelo disponível será o TGX 28.440 6x2, em julho chega o TGX 33.440 6x4 e em outubro será a vez do TGX 29.440 6x4. Os modelos serão vendidos no mercado doméstico brasileiro e também para os demais países da América Latina. O diretor de vendas e marketing da MAN Latin America, Ricardo Alouche, ressalta que o caminhão, originalmente alemão, recebeu mais de 240 modificações para ser adaptado às características dos países latino-americanos. Entre as principais alterações está a transmissão TipMatic automatizada de 16 marchas, fabricada pela ZF. O executivo explica que todos os modelos sairão de fábrica com este câmbio e que a versão manual será opcional.

PLANO AMBICIOSO

Com o novo caminhão TGX, a MAN Latin America pretende ganhar participação em um nicho de mercado que representa 16% do total de vendas no Brasil em 2011, o de extrapesados, acima de 45 toneladas e de 400 cv de potência. Segundo Alouche, a marca MAN, que entra no País com caminhões nessas configurações, complementará a linha disponível da Volkswagen. “Em nossa estratégia de produtos, os veículos Volkswagen vão atuar no mercado brasileiro na faixa de até 400 cv, dentre as famílias Delivery, Worker e Constellation, e agora a marca MAN participará com os modelos acima de 400 cv.”

O objetivo da MAN é tornar-se líder de vendas também nos extrapesados, com meta de abocanhar cerca de 30% do segmento, revela Cortes, que pretende vender 5 mil unidades por ano, volume que ele acredita chegar em até três anos. “Para o primeiro ano cheio de vendas, projetamos a comercialização de mil unidades, aumentando para 2 mil a 2,5 mil, até chegar aos 5 mil.”

Alouche completa e informa que a MAN venderá seus caminhões na rede VWCO, hoje com 150 concessionárias, das quais 65 estão adaptadas também como MAN - mudanças que demandaram investimento de R$ 20 milhões. Segundo Alouche, as atuais 65 lojas atendem 95% das rotas de caminhões pesados no País. Ele acrescenta que até o fim deste ano serão 85 pontos com o conceito "dual brand", que oferecem as duas marcas. “Nosso objetivo é tornar 100% da rede VWCO também em MAN.”

Sobre o valor do veículo, Alouche comenta que devido à mudança de tecnologia nos veículos comerciais pesados para Euro 5, os preços ainda estão “flutuando”, e espera que até julho eles estejam estabelecidos. Mas posiciona os modelos MAN na mesma linha e nível de modelos extrapesados de concorrentes como Scania e Volvo, e que os TGX devem partir da mesma faixa de preço, algo como R$ 450 mil.



Tags: MAN, caminhões, extrapesados, Roberto Cortes, Scania, Volvo, TGX.

Comentários

  • Karen J. Neves

    Estes veiculos estao fora de preco de mercado. Acredito que a Man para entrar no mercado nao teria que entrar com valores um pouco mais baixo que a Volvo (lider) e Scania (Vice-Lider)?? Quero comprar um caminhao Man, mas estes valores estao um pouco mais de R$ 100.000,00 que a concorrencia. Sera que vai virar???

  • kassyo ataide

    muito show parabeis

  • danilo

    nossa massa essses caminhôes da man eu vou comprar um pra min

  • geovane cassiano do nascimento

    não vejo a hora de experimentar essa maquina, como sempre falo é a dona da estrada... só quem gosta entende o que eu estou dizendo.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência