Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 26/04/2012 | 16h15

Excesso de etanol nas partidas a frio é nocivo à camada de ozônio

Estudo com 1.450 veículos demonstra novo problema a combater

Mário Curcio, AB

Mário Curcio, AB

No Seminário de Emissões realizado nesta quinta-feira, 26, pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), o engenheiro Gabriel Murgel Branco exibiu um estudo feito com 1.450 veículos flexíveis. Sócio-diretor da EnvironMentality, Branco demonstrou que a maneira como são controladas as emissões hoje permite uma mistura exageradamente rica de etanol na partida a frio.

“Isso foi tolerado por causa da possibilidade de recuperar o CO2 lá na frente (pelo plantio de cana), mas esse excesso eleva o potencial de formação de ozônio quando os carros flex utilizam 100% de etanol hidratado”, recorda o executivo. “O potencial de ozônio é maior com etanol do que com gasolina para vários modelos medidos. O comprometimento ambiental ainda não requer soluções drásticas nem urgentes, mas, na fase L7 do Proconve, será preciso aprimorar as medições especializadas das emissões orgânicas”, disse o engenheiro.

“É necessário rever a certificação dos veículos para recalcular as emissões dos compostos orgânicos (e os respectivos potenciais de formação de ozônio) ou atribuir fatores de conversão para a revisão do inventário”, informa Branco. “Também será necessário medir o MIR da gasolina”, diz, referindo-se ao índice de qualificação do combustível quanto à sua propriedade de queima.

No estudo, o engenheiro confirmou os baixos índices de emissões com etanol com o motor aquecido. “É o combustível ideal para os taxistas, que rodam o dia inteiro. Mas quem não anda o suficiente para que o motor atinja a temperatura ideal deve preferir a gasolina, que nesses casos gera menos emissões.



Tags: Seminário, AEA, Gabriel Murgel Branco, EnvironMentality.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência