Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 26/04/2012 | 17h39

Petrobras garante redução ´´com folga`` do enxofre na gasolina

Mudança será necessária para preservar conversores catalíticos

Mário Curcio, AB

No Seminário de Emissões realizado nesta quinta-feira, 26, pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), o consultor da gerência de marketing da Petrobras, Sérgio Fontes, mostrou a evolução recente da qualidade da gasolina na Europa, nos Estados Unidos e no Brasil.

Fontes abordou os efeitos da redução do enxofre na gasolina, defendida pela indústria automobilística por causa do aumento da durabilidade dos sistemas catalíticos, já que o enxofre ocupa e bloqueia parte das colmeias dos catalisadores, que precisam reagir cada vez mais rápido com os gases do escape.

“Mesmo quando são utilizados combustíveis com baixo teor de enxofre, a deterioração do sistema de combate a emissões pode ser elevada”, afirma Fontes. Ele assegura que o limite do teor de enxofre na gasolina em 2014 atenderá com folga às exigências da futura fase Proconve L6.

O executivo da Petrobras adverte que a produção de gasolina com baixo teor de enxofre tem como efeitos colaterais o aumento dos teores desse elemento em alguns dos processos, como craqueamento e coque. “Além disso, a dessulfurização da corrente craqueada implica perda de octanagem da gasolina”, conclui.



Tags: Seminário de Emissões, AEA, Sérgio Fontes, Petrobras, enxofre, gasolina, Proconve.

Comentários

  • J. P. Skiadas

    De acordo com o executivo Fontes da Petrobrás anunciou que devido aos novos métodos de refino e craqueamento da gasolina para diminuir os índices de enxôfre irá acarretar certa perda de octanagem, o que eu como engenheiro automotivo não concordo, apenas porque existem outros aditivos e métodos de uma nova composição quimica da gasolina para contornar essa perda de octanas, além de se poder lançar mão de um leve aumento da proporção de etanol anidro a gasolina ! Portanto desculpe-me Fontes pela minha rápida explanação deste pequeno problema de redução de octanagem, porque ele é facilmente contornável, BASTA A SENHORA PETROBRAS QUERER !!!!!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência