Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 04/05/2012 | 00h41

Takata terá nova fábrica no Brasil

Quarta planta da empresa no País será construída em Pernambuco

Sueli Reis, AB
De Montevidéu, Uruguai

A convite da Fiat e em continuidade ao seu processo de expansão na América do Sul, a Takata anuncia que terá mais uma fábrica no Brasil, desta vez em Pernambuco, para a produção de sistemas de airbag, volantes e cintos de segurança. A planta atenderá inicialmente a nova fábrica da montadora, que está em fase de construção na cidade de Goiana. As empresas vão bater o martelo em reunião marcada para este mês, informou o vice-presidente da Takata América do Sul, Airton Evangelista, na quinta-feira, 3, durante a cerimônia de abertura oficial da planta de San Jose, região metropolitana de Montevidéu, no Uruguai.

“Por meio de um contrato de parceria com a Fiat, tivemos prioridade na escolha da montadora para fornecer esses sistemas de segurança para seus novos projetos em Pernambuco.”

O executivo não mencionou detalhes da nova planta, como valor do investimento ou capacidade produtiva, mas afirma que vai analisar qual a melhor localização nas redondezas de Goiana. Esta será a primeira unidade da Takata na região Nordeste e a quarta no Brasil: as demais estão localizadas em Jundiaí (SP), Piçarras (SC) e Mateus Leme (MG).

Além da Fiat, a Takata fornece sistemas de segurança para as principais montadoras instaladas no Brasil, como Ford, General Motors, Honda, Toyota e Volkswagen. A intenção, conta Evangelista, é aumentar a capacidade produtiva para acompanhar o crescimento da demanda das montadoras, que será impulsionado pela lei sancionada em 2009, que exige o uso obrigatório do airbag frontal (para motorista e passageiro) em veículos comercializados no Brasil, mesmo os importados, com abrangência de forma gradativa: a partir deste ano a obrigatoriedade recai sobre 30% dos veículos, no ano que vem o índice sobe para 60% e em 2014 a lei exige que 100% dos modelos saiam da fábrica com o sistema instalado.

Outros projetos também já fazem parte da carteira de pedidos da Takata: a empresa fornecerá airbags para 100% da produção do modelo Etios da Toyota, cuja fábrica está sendo erguida em Sorocaba (SP). O executivo também afirma que apesar da lei exigir apenas os airbags frontais para automóveis vendidos no Brasil, as fabricantes começam a expressar o interesse em aumentar a oferta do sistema em seus veículos para competir em igualdade com alguns importados, que chegam com airbags laterais e traseiros de série.

Para apoiar a produção local, a empresa começou a abastecer o País com as bolsas de airbag feitas em sua nova planta no Uruguai. Após um período de preparação de mostras e diversos testes de qualidade, a Takata Uruguai enviou em março deste ano o primeiro lote com 5 mil unidades para Jundiaí (SP), planta responsável pela montagem final do conjunto completo. A filial uruguaia teve abertura oficial realizada na quinta-feira, 3 (leia aqui).



Tags: Takata, airbag, cinto de segurança, volante, Fiat, Uruguai.

Comentários

  • Nelson teles

    Trabalho na Takata Jundiaí á 16 anos e estou muito contente com a possibilidade de uma nova planta no Brasil e principalmente em Pernambuco de onde vim. seria uma ótima opção de voltar para meu estado natal e ainda continuar trabalhando na Takata .Brasil

  • Antonio Carlos Bradaschia

    Sugestão: alguém já pensou em colocar um sistema de led nos encaixes dos cintos de segurança traseiros? Principalmente a noite, quando entram pessoas no banco traseiro, é quase impossível atracar o cinto. Se não bastasse as pessoas sentarem em cima dos encaixes, fica ainda mais escuro. Com os leds as pessoas não sentariam ou tirariam eles debaixo de si. Exemplo: Quando se entra no carro, os leds do cinto permaneceriam aproximadamente 30 segundos ( mais ou menos) ligados, ou seja, o tempo necessário para atraca-los, ou se preferir, ficariam ligados até que fossem atracados. Em função da praticidade e da inovação, acredito que os custos seriam absorvidos sem muitos percalços. Essa ideia (não sei se é original), está sendo dada apenas a essa empresa. Acredito que as montadoras vão gostar, afinal da a conotação que eles se preocupam com os passageiros também, poius acredito que isso faça parte do conforto também.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência