Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 07/05/2012 | 00h00

Produção de veículos despenca e Anfavea mantém projeção

Para a entidade, fábricas produzirão 3,47 milhões de unidades


Giovanna Riato, AB

A produção de veículos sofreu queda de 10,1% no primeiro quadrimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2012, para 998,9 mil unidades. O resultado de abril, divulgado pela Anfavea na segunda-feira, 7, reforça a tendência de retração. Foram fabricados 260,8 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus durante o mês. O volume é 15,5% menor do que o de março e 7,5% inferior ao anotado há um ano.

-Clique aqui para fazer download dos dados da Anfavea

Se considerada a média diária, a baixa da produção de veículos no mês passado foi de 7% na comparação mensal. Enquanto março teve 22 dias úteis, abril teve 20. A redução foi puxada por veículos comerciais. O segmento sofreu o impacto do início do Euro 5, ou Proconve P7. Para se adaptar à nova legislação de emissões, as montadoras incluíram sistemas de pós-tratamento de gases nos caminhões e ônibus que tornaram os modelos mais caros.

Enquanto a produção de veículos leves caiu 8,5% no quadrimestre, para 947,1 mil unidades, a de caminhões ficou 30,3% menor do que a do ano passado, com 42,9 mil unidades. A queda na fabricação de ônibus foi ainda mais expressiva, de 35%, para 8,9 mil chassis.

Outro agravante é o nível de estoques, que está alto desde o fim de 2011 e chegou a 43 dias no mês passado, contra 35 dias em março. Cledorvino Belini, presidente da Anfavea, explica que, apesar de a diferença parecer grande, ela não é tão expressiva quando considerado o número de unidades. “É um aumento de cerca de 17 mil veículos”, afirma.

Segundo ele, a quantidade de carros nos pátios vai diminuir nos próximos meses à medida que as vendas avançarem. “O cenário de queda dos juros e expectativa de aquecimento da economia nos faz acreditar que teremos crescimento mesmo depois dos resultados do primeiro quadrimestre”, defende. Entre janeiro e abril deste ano o licenciamento de veículos novos caiu 3,4%, para 1,07 milhão de veículos (leia aqui).

PREVISÕES MANTIDAS

Mesmo diante do cenário de baixa, a entidade manteve a previsão de crescimento para este ano. “Vamos esperar o fim do primeiro semestre para ter uma ideia mais clara da evolução do setor”, explica Belini. A associação aposta que a produção de veículos vai crescer 2% e chegar a 3,45 milhões de unidades. A previsão para o mercado interno é de avanço entre 4% a 5%, para até 3,81 milhões de emplacamentos.

Para alcançar estes níveis, no entanto, as montadoras precisarão dar um salto significativo na produção para mais de 310 mil unidades por mês até o fim do ano. Este nível só foi superado em março de 2010, quando a indústria automotiva fabricou o volume recorde de 318 mil veículos. Na época, o número foi impulsionado pela proximidade do fim do desconto de IPI concedido pelo governo para aquecer as vendas, que provocou uma corrida dos consumidores às concessionárias.

A Anfavea prefere aguardar a evolução das vendas nos próximos meses antes de anunciar uma projeção mais realista. Para Belini, a combinação arriscada de vendas em baixa e estoques em alta não deve causar demissões nas fábricas por enquanto, já que a expectativa é de um aumento dos emplacamentos nos próximos meses.

Assista à entrevista exclusiva com Cledorvino Belini, presidente da Anfavea:



Tags: veículos, produção, Anfavea, Cledorvino Belini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência