Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 10/05/2012 | 21h43

Umicore investe R$ 21 milhões no Brasil

Aporte contemplará ampliação de centro tecnológico de emissões em São Paulo

SUELI REIS, AB | De Americana (SP)

A Umicore anunciou na quinta-feira, 10, que investirá R$ 21 milhões em recursos próprios para ampliar seu centro tecnológico de emissões veiculares localizado no polo industrial localizado em Americana, no interior de São Paulo. A fabricante de catalisadores automotivos é a única da América do Sul a manter na região seu próprio centro de pesquisa dedicado ao desenvolvimento e certificação de tecnologias para a redução de emissões veiculares.

Com construção prevista para iniciar em até dez dias, as novas instalações contemplarão um novo laboratório para a realização de ensaios de certificação a partir do segundo semestre de 2013 e estará disponível para projetos das montadoras a partir de 2014. Além de atender as fabricantes instaladas na região, o novo centro também desenvolverá os projetos das importadoras.

De acordo com o diretor da unidade de catalisadores da Umicore para a América do Sul, Stephan Blumrich, com o novo laboratório a empresa terá maiores condições de atender as demandas atuais e futuras da indústria automobilística. “Com este investimento, nossos serviços e know-how tecnológico permitirão aos clientes atuais e futuros desenvolver sistemas de controle de emissões otimizados para o mercado sul-americano, e também possibilitará melhorar a nossa oferta e conquistar novos negócios", avalia.

A empresa, de origem belga, tem por política investir cerca de 10% do seu faturamento em pesquisa e desenvolvimento. O executivo diz que a tendência mundial é de que regiões como Ásia e América Latina ganhem mais destaque na participação do faturamento global na medida em que a fatia europeia diminui, a partir do crescimento dos mercados emergentes, impulsionados pelos países do Bric. Em 2011, a Europa foi responsável por 56% do ganho total da companhia (€ 14,5 bilhões), enquanto a América do Norte respondeu por 16% e América do Sul, 4%.

No Brasil, a expectativa é começar a fornecer para as montadoras que já anunciaram investimento por aqui. A Umicore participará do workshop da JAC para futuros fornecedores, marcado para os próximos dias 14 e 15 de maio na Bahia. Hoje, 90% de sua produção é dedicada ao segmento de veículos leves.

Além do aumento da demanda nos emergentes, a legislação de emissões e a inspeção veicular são apontadas pela empresa como os principais pilares para sustentar o crescimento dos negócios. Segundo o gerente de desenvolvimento de novos negócios, Carlos Moreira, a expectativa é de que a inspeção veicular, que hoje é uma exigência apenas em São Paulo e Rio de Janeiro, deva se estender para todo o País em dois ou três anos.

OS OUTROS BENEFÍCIOS DO PROCONVE

Com a entrada da nova legislação de emissões, o Proconve P7, em vigor desde 1º de janeiro deste ano, a empresa ganhou novo nicho de mercado: o de caminhões, para o qual começou a fornecer catalisadores. Em um investimento total de R$ 15 milhões, reequipou seu laboratório atual para realizar testes de motores a diesel. “Com a ampliação do centro tecnológico, que será mais moderno que o atual, aumentaremos nossa capacidade para atender também a demanda de caminhões”, ressaltou Blumrich.

Contudo, a novidade para o segmento está na tecnologia criada pela filial dos Estados Unidos, que desenvolveu sistema catalítico semelhante ao utilizado em motores Euro 5 que usa etanol no lugar de Arla 32, revela o diretor. Segundo ele, o sistema, lançado em maio do ano passado, tem desempenho similar ao utilizado atualmente pelas fabricantes de veículos pesados. “Para o Brasil, essa nova tecnologia é muito interessante pela disponibilidade do redutor, neste caso, o etanol, o mesmo encontrado facilmente em todos os postos do País. Infelizmente, a tecnologia não chegou a tempo de entrar no Proconve P7, mas estamos conversando com as montadoras e acredito que deva entrar em algum momento no mercado, algo como quatro anos.” Por enquanto, o executivo aposta que a primeira aplicação deve ser em motores a diesel mais etanol, utilizados em áreas agrícolas.

Blumrich afirma ainda que o custo do sistema também é semelhante ao utilizado nos veículos equipados com motores Euro 5.



Tags: Umicore, investimento, catalisadores, Euro 5, emissões, Sthepan Blumrich, Carlos Moreira.

Comentários

  • Edivaldo dos Santos

    Parabéns, e como sempre um ótimo trabalho. Grande abraço, Edivaldo dos Santos.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência