Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Leves | 11/05/2012 | 18h58

Renault e VW lideram em eficiência energética

Marcas apresentaram os melhores resultados na etiquetagem veicular do Inmetro

GIOVANNA RIATO, AB

A Renault e a Volkswagen foram as marcas que alcançaram os melhores resultados no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, coordenado pelo Inmetro, que indica o nível de eficiência energética dos carros vendidos no Brasil, importados ou produzidos localmente. O programa é voluntário e, portanto, não faz o levantamento de todos os modelos disponíveis do mercado. Este ano foram avaliadas oito marcas: Fiat, Ford, Honda, Peugeot, Renault, Toyota, Kia e Volkswagen.

Enquanto a Kia foi a única montadora analisada que não recebeu nenhuma etiqueta de melhor consumo, a Renault e a Volkswagen obtiveram os melhores resultados. Cinco modelos da montadora francesa foram classificados como “menor consumo da categoria”. As versões Authentique e Expression do Sandero, com motor 1.0 16V flex e câmbio manual, foram destaque entre os compactos. Segundo o levantamento, o automóvel roda oito quilômetros com um litro de etanol em ciclo urbano e 8,8 quilômetros em ciclo rodoviário.

Versão equivalente do Logan foi classificada como a melhor opção do ponto de vista de consumo de combustível entre os carros médios. O Fluence Dynamique 2.0 com câmbio manual recebeu etiqueta A entre os automóveis grandes. O Duster, na mesma configuração, apresentou o menor consumo entre os modelos fora de estrada e o Renault Kangoo apresentou o consumo mais baixo comparado aos outros veículos comerciais.

Dos carros da Volkswagen, o Gol Ecomotion também recebeu classificação A na categoria compactos na versão 1.0 8V com câmbio manual. As medições do Inmetro indicam que o carro roda 8,4 quilômetros por litro na cidade quando abastecido com etanol e 12 quilômetros na estrada com o mesmo combustível. O Polo Bluemotion 1.6 8V com transmissão manual também foi destaque na mesma categoria. A Saveiro levou a melhor no segmento de comerciais leves. Equipada com motor 1.6 8V, a picape superou a Fiat Strada e a Ford Courier.

CATEGORIAS

Entre os subcompactos, o Fiat novo Uno Evo 1.4 8V e o Uno Mille Economy 1.0 8V apresentaram menor consumo. O pior resultado, no entanto, foi registrado nas medições com outra versão também do novo Uno, a Attractive Evo 1.4 8V, que recebeu etiqueta D.

Os carros mais eficientes no segmento de compactos foram Fiat Siena Fire 1.0 8V, Honda Fit equipado com motor 1.4 16V e o Peugeot 207 hatchback 1.4 8V, além do Sandero e do Gol Ecomotion. Enquanto o Polo Bluemotion recebeu etiqueta A, a versão Sportline 1.6 do mesmo modelo foi reconhecida como a menos eficiente da categoria e classificada como E.

O Logan levou a melhor entre os carros médios e o Kia Soul 1.6 flex teve o maior consumo e recebeu etiqueta E. Quando analisados os automóveis grandes, foram etiquetados como A o Ford Fusion Hybrid, o Honda Civic 1.8, o Renault Fluence e o Toyota Corolla 1.8. Já a linha Peugeot recebeu a pior classificação do segmento com o 3008, o RCZ, o 308 e o 508.

Nenhum utilitário esportivo avaliado pelo programa foi classificado como A. O Ford Ecosport, no entanto, recebeu a etiqueta E de pior consumo na versão XLT FreeStyle 2.0 16V com câmbio automático. O mesmo carro equipado com transmissão manual recebeu letra D. Já na categoria fora de estrada, o Duster foi o destaque positivo e o Kia Sorento 2.4 16V o negativo, com o nível mais alto de consumo e etiquetagem E.

- Acesse aqui as tabelas completas de etiquetagem veicular do Inmetro.



Tags: Renault, Volkswagen, VW, eficiência energética, etiquetagem veicular, Inmetro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência