Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 15/05/2012 | 12h28

Anfavea vai ao governo pedir crédito

Associação reuniu-se com Mantega

AGÊNCIA BRASIL

Representantes da Anfavea, associação fabricantes de veículos, pediram na segunda-feira, 14, ao governo que pressione os bancos a retomar a concessão de crédito para a compra de veículos. Em reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a entidade informou que somente ampliar a oferta de financiamentos pode reverter o cenário de queda das vendas e alta dos estoques.

“O problema é fundamentalmente crédito”, disse o presidente da associação, Cledorvino Belini. “Os bancos estão mais cuidadosos por causa do aumento da inadimplência, que passou de 2,5% para 5% (levando em conta atrasos de mais de 90 dias) desde o fim do ano passado”, declarou.

Para o dirigente da Anfavea, o travamento do crédito foi um dos motivos para o aumento do período de estoque dos veículos. Atualmente, informou ele, os caminhões ficam de 45 a 50 dias no pátio das fábricas e das distribuidoras, e os carros levam de 40 a 45 dias para serem vendidos depois de saírem da linha de montagem.

Belini avalia que a redução de juros pelos bancos dará impulso às vendas de carros. “Assim que a inadimplência cair, a situação do crédito vai se normalizar e as vendas voltarão a subir”, acredita. Em relação aos caminhões, no entanto, Belini disse que as perspectivas não são muito otimistas porque a demanda sofre forte influência da desaceleração da economia.

O segmento também passa por um momento de transição para a nova norma de emissões Euro 5, ou Proconve P7, que tornou os veículos mais caros. O presidente da organização indica que a procura pelas linhas do Finame está abaixo da esperada.



Tags: Anfavea, crédito, governo, veículos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência