Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Citroën DS3, nova ofensiva no mercado de luxo

Lançamentos | 23/05/2012 | 15h20

Citroën DS3, nova ofensiva no mercado de luxo

Compacto chega ao Brasil por R$ 79,9 mil

GIOVANNA RIATO, AB

A Citroën dá mais um passo em sua ofensiva no mercado nacional com o lançamento do DS3, compacto que estreia a linha de luxo da fabricante francesa no Brasil. O modelo pretende atrair os clientes que buscam diferenciação, exclusividade e uma dose de esportividade.

Por R$ 79,9 mil, a novidade vai disputar espaço no mercado com outros carros de imagem, como Audi A1, Mini Cooper e Hyundai Veloster. O preço já considera a redução do IPI anunciada na segunda-feira, 21 (leia aqui). Sem o incentivo o carro chegaria às revendas por R$ 88 mil.

A pretensão é vender 250 unidades do DS3 por mês dentro de um segmento que, segundo a Citroën, tem emplacamentos em torno de 2,3 mil carros por mês. O volume é ambicioso, já que os concorrentes da Audi e da Mini registraram média mensal de 100 a 150 unidades até abril desse ano. Os adversários, no entanto, têm preços mais altos.

O compacto só chega nas concessionária no início de junho. Mesmo assim, já tem uma fila considerável de interessados. Cléa Tiepo, gerente de produto e mercado da marca, calcula que 1,3 mil clientes já se cadastraram com intenção de compra. Esse público deixou os dados no hotsite do DS3 (veja aqui) ou no espaço conceito da marca na rua Oscar Freire em São Paulo (SP).

As duas ferramentas serão os pilares da divulgação do modelo. Além de anúncios em revista e na TV a cabo, a montadora aposta nas redes sociais para espalhar a chegada da novidade. “Os internautas podem configurar o carro no site e compartilhar no Facebook, por exemplo. Esperamos que isso gere um buzz grande em torno do lançamento”, aposta Cléa.

ESPORTIVIDADE E PERSONALIZAÇÃO

Importado da França, o DS3 chega ao mercado nacional com diversas opções de personalização. A possibilidade de tornar cada veículos único é uma das grandes apostas para impulsionar as vendas. “O DS3 é um carro para quem gosta de chamar a atenção. Ele tem grande potencial de mercado. Atrai as mulheres por ser bonito e os homens interessados em potência e performance”, analisa.

Mesmo com dimensões compactas, com 3,95 metros de comprimento, 1,71 m de largura e 1,48 m de altura, o carro promete conforto para até cinco ocupantes e oferece porta-malas de 280 litros. A propulsão fica a cargo do motor 1.6 16 válvulas, desenvolvido em parceria com a BMW, com turbo de alta pressão, injeção direta de combustível e até 165 cv de potência. A montadora garante ter incorporado no modelo os seus sistemas mais avançados para fazer jus ao slogan “Créative Technologie.”

O compacto vem de série com freios ABS, ESP, sigla em inglês para programa eletrônico de estabilidade, além de seis airbags, incluindo laterais e de cortina. O único opcional disponível é o revestimento em couro para os bancos, por R$ 2,9 mil. Há ainda as diversas opções de personalização, como os adesivos de teto, disponíveis nas concessionárias a partir de R$ 700 mais a mão de obra.

Estão disponíveis oito cores para a carroceria, preto ou branco para as rodas e outras quatro variações para a calota central. O consumidor também pode decidir entre quatro cores para o painel. Outra possibilidade é o detalhe da chave no mesmo tom escolhido para o automóvel.

Citroën DS3

VENDAS NO BRASIL


Apesar de ousado para o segmento, o número de licenciamentos pretendido pela companhia não será capaz de impulsionar as vendas da marca como um todo. Depois de ampliar a participação no mercado em 2010 e 2011, com o lançamento do Aircross e do C3 Picasso, a montadora francesa perdeu espaço no primeiro quadrimestre de 2012. Houve redução de quase 0,7 ponto porcentual de participação, para 2,1%. A empresa, décima colocada no ranking, viu as vendas encolherem 26,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, para 22,1 mil unidades.

Apesar da queda, a fabricante tem a meta de vender 100 mil unidades no Brasil este ano, com 2,7% de participação no mercado. O volume representa expansão e 11% sobre o resultado do ano passado. Cléa afirma que, com o desconto no IPI, a marca não terá dificuldade para alcançar o objetivo. “Devemos superar esse volume”, acredita.

A principal função do DS3 será consolidar o apelo premium e distanciar ainda mais a Citroën da briga pelas vendas de carros populares. A intenção da empresa é reforçar essa característica globalmente. No Brasil, onde é conduzida pelo italiano Francesco Abbruzzesi, a montadora aposta no lançamento de produtos e no atendimento diferenciado. A ideia é conferir alto valor em qualquer contato do cliente com a marca (leia aqui).

Confira os detalhes do Citroën DS3:



Tags: Citroën, DS3, carro, luxo, premium, DS.

Comentários

  • bruno da silva

    inovacao e tcnologia em fim chegou arrasando

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência