Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Máquinas | 06/06/2012 | 19h48

Tratores: seca no Sul do País prejudica vendas

Segmento tem queda de 5,2% no ano

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de máquinas agrícolas em maio atingiu 5.496 unidades, ligeira alta de 0,6% ante o mês anterior e queda de 9,5% no confronto com maio do ano passado. No acumulado do ano foram vendidas 25.567 unidades, queda de 5,2% em relação ao período janeiro-maio de 2011. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 6, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

“A seca que afetou os Estados do Sul e a redução no ritmo dos programas de agricultura familiar causaram uma queda de cerca de 10% nas vendas de tratores abaixo de 100 hp, o que acabou puxando para baixo o setor”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Milton Rego.

O executivo informa, contudo, que a rentabilidade do segmento continua semelhante: “Quando somamos as potências dos tratores vendidos neste ano e em igual período de 2011 há um equilíbrio.” O período janeiro-maio foi favorável às colheitadeiras. Por causa do bom desempenho dos grãos do Centro-Oeste e da safra do Nordeste em áreas não afetadas pela seca, esses equipamentos tiveram alta de 7%.

A produção de máquinas agrícolas no acumulado do ano atingiu 35.427 unidades, alta de 5,2% em relação a igual período do ano passado. As exportações do setor somaram 5.105 unidades de janeiro a maio, alta de 7,2% ante igual período de 2011. O confronto de maio com abril revela queda de 18% e ante maio de 2011 essa redução é ainda mais acentuada, de 27,2%. Os números negativos são explicados pela fraca demanda argentina.



Tags: Máquinas agrícolas, Milton Rego, Anfavea, tratores, Centro-Oeste.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência