Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 18/06/2012 | 19h14

Preço do etanol sobe em 12 Estados

Mas cai em 10; gasolina ficou mais cara em 16

REDAÇÃO AB

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Bicombustíveis (ANP), o preço do litro do etanol subiu em 12 Estados brasileiros na semana encerrada no último dia 16, em comparação com a semana anterior. Em 10 Estados e no Distrito Federal, por outro lado, o valor do combustível caiu, enquanto que em outros quatro ficou estável.

Levando em conta o valor médio do etanol no Brasil, o seu preço ficou mais barato, com leve queda de 0,41% no período analisado, de R$ 1,950 para R$ 1,942. Na comparação com o valor praticado há três semanas, houve queda de 1,12%.

Dentre as localidades pesquisadas, Roraima praticou o valor mais alto do combustível. No Estado, houve alta de 0,12% na última semana, em relação à anterior. São Paulo fechou com o menor valor (R$ 1,810), seguido de Goiás (R$ 1,914), Paraná (R$ 1,955) e Mato Grosso (R$ 1,881).

GASOLINA

O litro da gasolina subiu em 16 Estados brasileiros, caiu em nove e no Distrito Federal e ficou estável em apenas um na última semana. O valor médio nacional do combustível ficou mais caro no período, com leve alta, de 0,07%, na semana concluída no último dia 16, comparada à semana anterior, e registrou alta, de 0,04%, na comparação com o preço praticado há três semanas. O valor da gasolina está cotado, em média, a R$ 2,734.

Acre, nesse período, vendeu a gasolina mais cara, a R$ 3,131. Neste Estado, o preço do derivado do petróleo aumentou em 0,26% entre uma semana e outra. Já no Piauí, o combustível saiu por R$ 2,571, o preço mais baixo registrado.



Tags: ANP, combustível, etanol, gasolina, preço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência