NOTÍCIAS
21/06/2012 | 21h50

Indústria

Volkswagen fará motor 1.0 de 3 cilindros no Brasil

Fornecedor alemão mostra novo coletor de plástico


PEDRO KUTNEY, AB

Novo coletor de adminissão em polipropileno será usado no motor 1.0 três-cilindros a ser fabricado pela VW no Brasil
A Volkswagen deverá fabricar no Brasil um novo motor 1.0 de três cilindros, com bloco e cabeçote de alumínio, que na Europa já equipa em versões de 60 ou 75 cavalos o compacto Up! – também com produção esperada para o mercado nacional em 2014. A informação foi confirmada nesta quinta-feira, 21, por meio de comunicado distribuído pela Röchling Automotive, que desenvolveu um novo coletor de admissão para o motor da VW feito em polipropileno e já dá como certa a fabricação do pequeno propulsor no Brasil.

O novo motor será fabricado pela Volkswagen em São Carlos, no interior paulista, onde a montadora investe na ampliação das instalações atuais e já ergue uma nova fábrica para fazer o três-cilindros (leia aqui). Apesar de atualmente equipar o Up! na Europa, o motorzinho também poderá equipar algum outro modelo compacto – a Volkswagen planeja lançar um novo carro de entrada no Brasil.

“Dois motores de referência da Volkswagen (que usarão o novo coletor) são o de 1 litro e três-cilindros a gasolina no Brasil e Europa e o 1,6 litro quatro-cilindros a gasolina na China”, diz a nota distribuída pela Röchling.

“O coletor de admissão em polipropileno é o primeiro do tipo na China e no Brasil até agora. É também a primeira aplicação em um três-cilindros na Europa”, afirma no texto Marco Barbolini, gerente de produto da Röchling. Segundo a empresa, a principal vantagem do polipropileno para esse tipo de aplicação é o custo e o peso 15% menores em relação ao mesmo componente feito de poliamida, matéria-prima mais comumente usada para esta peça. Também foi obtida redução de ruído.

A diminuição de custos do produto foi possível graças ao menor número de processos utilizados na fabricação do coletor em polipropileno, material que tem densidade e temperatura de fusão para processamento menores do que a poliamida, reduzindo também o gasto de energia na manufatura. A empresa acrescenta ainda que o polipropileno é mais fácil e barato de comprar no mundo todo. Na operação do motor, o coletor de polipropileno aguenta quase tanto calor quanto a poliamida, em torno de 120˚C.

Comentários: 6
 

Geraldo Kern
05/07/2012 | 00h47
Estou muito satisfeito com esta notícia, pois torço imensamente para que os carros urbanos sejam menores, mais economicos e menos poluentes. Uso carro diariamente por falta de ônibus em minha cidade, Nova Friburgo, RJ, e "enfio" o meu carro em qualquer lugar disponível. Para mim, quanto menor, melhor. Viajar? Só de avião. Carro no máximo para ir ao Aeroporto e com ressalvas. Estou ansioso para ter um UP! o mais cedo possível. É uma necessidade.

piveta
10/08/2012 | 21h20
É pelo jeito a vw percebeu que os atuais vht tem sérios problemas tecnicos e já estuda substitui-los , coitado do consumidor que compra os atuais !!!

diogo arten
05/11/2012 | 12h11
Esta nova linha de produção para este motor sera grande...pois participei do carregamento e transportes de partes dessa maquina...e tbm vi o bloco com 3 cilindro de aluminio...sera uma linha de produção muito grande...ela ira oculpar em média 300m²

Thales Bruno
20/11/2012 | 00h24
resta-nos saber uma coisa: Quanto esse novo coletor e suas benesses vão custar ao brasileiro sobre o preço do novo carro? E a peça será fabricada no Brasil ou será importada?

Cesar Fonseca
05/06/2013 | 11h36
Isso para mim não é novidade, já tive um carro 2 cilindros, na decada de 90, o Br 800 veículo feito pela Gurgelo, um carro bom economico fazia 24 k/m, muito economico era carburador, imagine hoje com o sistema de injeção eles podem fazer só é querer, estou esperando o novo Uno da fiat será 2 cilindros vou comprar, um abraço, a volkswagem tem que pensar em 2 cilindros não em veiculos 3 cilindros.

Dalton Guimares
15/01/2014 | 23h47
Gostaria que alguem mais bem informado que eu me contasse sobre problemas e soluções da questão de balanceamento e vibraçòes nos novos motores 3 cilindros. Numero de cilindros impares sempre foi um tabu no passado exatamente pela dificuldade de massas moveis e opostas se compensarem dinamicamente. Com certeza soluções interessantes foram encontradas ou empresas renomadas não estariam lançando tais motores em produção.

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:
Untitled Document
 
Siga Automotive Business
Novos espaços no portal

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 27/09/2016
Em plena crise, mercado vive onda de lançamentos

Esta coluna é apoiada por:

AUTOINFORME | 29/09/2016
Candidatos à prefeitura prometem elevar limites de velocidade, o que gera mais acidentes fatais
DE CARRO POR AÍ | 16/09/2016
Modelos da marca italiana não estão à venda no Brasil, mas virão no futuro
Legislação | 08/09/2016
Decisões recentes indicam que as empresas poderão programar despesas de forma mais eficiente
É nos lugares mais desafiadores que as oportunidades imperam
INOVAÇÃO | 18/08/2016
Empresas começam a pagar o preço por pressionar fornecedores em excesso
QUALIDADE | 17/08/2016
É preciso aumentar a eficiência do transporte para melhorar resultados
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
QUALIDADE | 30/01/2015
Períodos de retração trazem novas oportunidades para as empresas
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes

EVENTOS

25 a 27 de outubro de 2016
Congresso SAE Brasil 2016
Informações em http://portal.saebrasil.org.br/eventos/congresso
10 a 20 de novembro de 2016
Salão do Automóvel de São Paulo
Informações em http://www.salaodoautomovel.com.br/