Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 06/07/2012 | 19h59

México passa a tarifar veículos argentinos em 20%

Autopeças e máquinas também foram afetadas por recentes medidas mexicanas

REDAÇÃO AB

O México suspendeu um acordo de isenção de tarifas sobre automóveis com a Argentina. A ação resulta de uma disputa comercial entre os dois países. As informações são da agência Reuters. As exportações da Argentina para o México estão agora sujeitas a uma tarifa de 20% sobre veículos leves e entre zero e 20% para autopeças e máquinas.

Segundo o subsecretário mexicano de comércio exterior, Francisco de Rosenzweig, a medida começou a valer em 26 de junho como “ação recíproca”, após a Argentina ter desistido do pacto firmado entre as indústrias automotivas dos dois países. A Argentina cancelou seu acordo com o México quando os carros provenientes daquele país passaram a pagar tarifa de 35%. A Argentina também passou a recolher uma série de tarifas sobre peças e maquinários.

O secretário da economia do México, Bruno Ferrari, mostrou-se disposto a manter os acordos com outros países e chamou de protecionismo as medidas recentes da Argentina Em 2011, as exportações da Argentina para o México caíram 23%, enquanto as transações em sentido contrário subiram 39%.

Nesta semana, como forma de proteger a própria moeda, o banco central argentino restringiu o acesso ao dólar e de outras moedas, inclusive o real, para fins não especificados. A medida pretende evitar que os argentinos façam poupança ou aquisição de imóveis utilizando outra moeda.



Tags: México, Argentina, Bruno Ferrari, Francisco de Rosenzweig.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência