Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 18/07/2012 | 17h25

Delphi MyFi lança conectividade automotiva total

Integração de sistemas traz conexão com dispositivos de segurança ativa

PEDRO KUTNEY, AB | De Leipzig (Alemanha)

Para a Delphi a tarefa de conectar o automóvel ao mundo começou em 1936, quando a empresa integrou no painel de um carro o primeiro rádio automotivo de que se tem notícia. Passados 76 anos dessa primeira conexão passiva, os veículos hoje são rastreados via satélite, podem “conversar” um com o outro, se conectam à rede de telefonia celular, emitem e recebem comandos por frequências de rádio. Este ano, a Delphi avançou sobre o tema ao integrar tudo isso em um pacote único, o MyFi, nome dado à integração de uma série de sistemas eletrônicos que elevam a conectividade e segurança automotiva a padrões sem precedentes. Automotive Business foi convidada a conhecer de perto como o sistema unificado funciona na prática, em uma demonstração exclusiva para jornalistas na pista de testes da Porsche em Leipzig, na Alemanha.

A integração de sistemas, alguns deles já usados separadamente, foi o ponto de partida para desenvolver o MyFi, que coloca os carros na chamada “nuvem” da informática, com a unificação das funções de conectividade via rádio, Bluetooth, WiFi, satélite e telefonia celular, tudo ligado a uma superantena. Receber e responder mensagens com comandos de voz, perguntar ao navegador de bordo a rota para o restaurante japonês preferido, ser informado por outro veículo sobre um acidente ou congestionamento à frente, ser alertado sobre falha de um sistema ou necessidade de manutenção, tudo isso fica disponível no veículo e até fora dele, por meio de acesso via internet em um tablet ou smart phone. É o mundo da conexão total chegando também aos automóveis.

“As tecnologias já disponíveis tornam possível o desenvolvimento de carros muito mais inteligentes e seguros, conectados aos seus usuários e fabricantes 24 horas por dia, até mesmo quando estão desligados e estacionados”, explica Wilhelm Steger, diretor da unidade de produtos de infoentretenimento e interface com o motorista da Delphi na Europa, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do novo sistema integrado de conexão e segurança. “Mais ainda, num futuro muito próximo as opções de conectividade nos veículos serão um diferencial de compra, comparável a comparações como potência do motor ou espaço interno”, projeta Steger.

Pensando nisso a Delphi preparou seu pacote de conectividade em módulos que já estão na prateleira, à espera de qualquer montadora interessada. A aposta é que haverá muitas até 2020. Até porque diversos dos sistemas que integram o MyFi já equipam alguns carros, como é o caso do Audi A1, que desde 2010 usa o CNR (sigla em inglês para Rádio Navegador Conectado), com funções integradas de navegação via GPS, recepção de rádio, CD player e conexão com celular.

CONECTIVIDADE COM SEGURANÇA

Delphi-MyFi/
O sistema monitora e se comunica com os carros à frente (foto maior), além de detectar a travessia de pedestres (acima à direita) e o olhar do motorista, para emitir alertas.

“As pessoas têm hoje um estilo de vida conectado, 24 horas por dia, sete dias por semana. Dentro de seus carros, querem continuar conectados como estariam em casa ou no trabalho. O desafio é maximizar essa conexão e, ao mesmo tempo, minimizar a distração”, diz Rudolf Hemmert, gerente de marketing de produto da Delphi Alemanha. Ele lembra que 75% dos acidentes são causados por desatenção dos motoristas, segundo dados da agência de segurança viária dos Estados Unidos, a NHTSA. “Dirigir é um trabalho, quem não se concentra nele faz besteira”, destaca Hemmert.

Por isso o MyFi também integra sistemas de segurança, usando sensores que monitoram o olhar do motorista, a faixa de rodagem e um radar que varre todo o ambiente à frente do veículo. Sinais sonoros e luminosos (projetados no para-brisa) são emitidos toda vez que o carro sai da pista, se o motorista tirar os olhos da estrada por mais de dois segundos, quando o tráfego para subitamente ou se pessoas atravessando a rua são captadas pelos sensores. Na iminência de uma colisão ou atropelamento, o sistema pode até acionar os freios automaticamente.

Ao volante, os comandos são feitos com toques em uma grande tela (touch screen) no centro do painel, configurável em cores e funções ao gosto do freguês, mas também podem ser feitos por reconhecimento de voz, sem necessidade de tirar as mãos do volante ou os olhos da estrada. “A combinação de interfaces é a chave para o sucesso dessa solução. A tecnologia precisa ser útil, fácil de usar e desejável”, resume Laurent Tupinier, da engenharia avançada da Delphi na França.

CONEXÃO REMOTA

Delphi-MyFi/
Mesmo fora do carro, o usuário pode fazer configurações e checar sistemas ao acessar o portal MyFi em um tablet ou smart phone. Em caso de tentativa de roubo, um alerta é emitido com a filmagem do ladrão. Também é possível encontrar a localização do carro no celular.

Com a família de sistemas MyFi, a conexão entre veículo e motorista começa antes mesmo de se estar à frente do volante. Em casa ou no trabalho, com um tablet ou smart phone em mãos, o proprietário acessa seu carro no portal MyFi, onde pode checar a pressão dos pneus, nível de combustível (ou de energia da bateria, no caso de elétricos), estado das pastilhas de freio, tempo para troca de óleo e conferir alertas de manutenção em geral.

Mesmo à distância, dá para personalizar a aparência do painel digital de acordo com suas preferências. É possível configurar de um computador remoto, para mais de um motorista, funções de ajustes de bancos e retrovisores, além de acessos rápidos na tela (um site preferido ou estações de rádio, por exemplo). O carro “reconhece” a aproximação do motorista por meio da chave inteligente que ele leva no bolso e se configura automaticamente. O portal roda com Windows Azure, sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

A conexão remota permite ainda que motorista ache seu carro em um estacionamento por meio de um programa de busca instalado no smart phone, que funciona como um navegador indicando a direção. Mais: se um ladrão invadir o veículo, um alerta é emitido para o celular e a câmera de bordo começa a transmitir a ação do gatuno – aí é só chamar a polícia.

O sistema de conectividade total transforma o carro em uma espécie de smart phone e também prevê a integração da comunicação entre carros e com a infraestrutura (antenas ou praças de pedágio, por exemplo), com expressivos ganhos de segurança. “Sensores e radares não enxergam o que acontece a mais de 200 metros à frente. Outro veículo vindo em sentido contrário ou uma antena na estrada pode emitir alertas sobre acidentes ou obras na pista adiante. O próprio veículo pode alertar o outro que ambos estão em rota de colisão muito antes de um avistar o outro”, explica Sven Kopetzki, da engenharia avançada da Delphi na Alemanha. Contudo, o engenheiro calcula que no mínimo 10% da frota precisam estar equipados com o mesmo sistema para começar a fazer efeito.

ANTENA PODEROSA

Delphi-MyFi/
O protótipo Delphi Sbarro F1for3 foi equipado com a antena múltipla de conexão de alta velocidade (foto menor) e sistemas de infoentretenimento.

O grande desafio para manter o carro conectado de múltiplas formas foi o desenvolvimento de uma antena multifuncional, um módulo de conectividade que unifica transmissões e recepções de sinais variados. Dentro de um pequeno compartimento em formato de barbatana de tubarão (um palmo de comprimento) a Delphi integrou a conexão com telefonia celular, satélite GPS (sistema de posicionamento global para navegação), rádio AM/FM e WiFi, além da comunicação carro a carro e com a infraestrutura.

“No carro em movimento o acesso é mais difícil e o telefone celular não garante uma conexão estável suficiente para receber vídeos ou baixar programas. Assim é necessário conectar o carro por meio de um módulo integrado e robusto capaz de captar e transmitir sinais mesmo em altas velocidades”, explica Gunther Bauer, gerente da divisão de produtos elétricos da Delphi Alemanha.

Para comprovar a eficiência de sua superantena em manter a conexão de alta velocidade em altas velocidades, a Delphi encomendou ao designer italiano Franco Sbarro a criação de um protótipo de carro de corrida tipo fórmula. Assim nasceu o “F1for3”, que leva duas pessoas além do piloto. Apresentado em março deste ano no Salão de Genebra, Suíça, o carro foi equipado com a antena múltipla e sistemas de infoentretenimento, incluindo um navegador GPS. A 200 km/h na pista da Porsche em Leipzig, na Alemanha, o Delphi Sbarro F1for3 ficou conectado o tempo todo.

Funcionando como um roteador de internet, o módulo ativa a conexão sem fio entre o veículo, seus usuários e o mundo conectado, também permitindo o diagnóstico e resolução de possíveis problemas à distância. “A conexão 24 horas é um desejo das gerações mais jovens, mas também dos fabricantes dos veículos para monitoramento de manutenção e serviços de frotas. Sem esquecer que é um importante instrumento para comunicação de emergência em caso de acidentes”, resume Bauer. Ele estima que este tipo de superantena deva começar a aparecer com mais frequência nos automóveis dentro de dois anos. A era da multiconexão automotiva está apenas começando.

- Assista abaixo ao vídeo que mostra como funciona o MyFi:



Tags: Delphi, MyFi, conectividade, segurança.

Comentários

  • LUIZ ALVES DE SOUZA

    Olá excelente matéria ! Eu LUIZ trabalho na áreas Automotiva procuro estar sempre em sintonias aos assuntos acima mencionados. Se possível aguardo mais in formações, sobre as novas FONTES de mais apro- fundamentos desta matérias. CONECTIVIDADE: A conexão do futuro. LUIZ ALVES DE SOUZA Rua: Frei Alfredo nº 41 Bairro: Paranazinho Cidade: Monte Belo -- MG CEP : 37 115-000

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência