Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 13/08/2012 | 18h01

Autopeças: cai participação de importados no consumo nacional

É a maior queda entre 33 setores analisados

REDAÇÃO AB

O setor de autopeças apresentou a maior queda da participação de produtos importados no consumo nacional durante o segundo trimestre, segundo a pesquisa de Coeficientes de Exportação e Importação (CEI), calculados pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 13, e têm como base as informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e IBGE.

A queda das autopeças importadas no consumo nacional foi de 2,7 pontos porcentuais, de 12,5% no segundo trimestre de 2011 para 9,8% este ano. Com relação ao primeiro trimestre, a queda foi de 1,6 pontos porcentuais. Equipamentos de transporte tiveram a segunda maior queda entre os 33 setores analisados, 2,5 pontos porcentuais, para 20,4% na mesma base de comparação.

Em nota, o diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex), Roberto Giannetti, destaca o desempenho do setor de autopeças e afirma que o resultado pode ter sido influenciado pelo benefício do IPI dentro do novo regime automotivo.

“Na abertura setorial, chamou atenção o fato de o setor de autopeças ter apresentado a segunda queda consecutiva do seu Coeficiente de Importação, inclusive com maior intensidade no segundo trimestre. Isto pode ser um sinal positivo de que o incentivo dado aos produtores nacionais do setor - que exige 65% de conteúdo regional nos veículos para evitar majoração da alíquota do IPI -, concedido pelo governo no final de 2011, esteja produzindo efeito.”

No cenário geral, o Coeficiente de Importação (CI) apresentou alta em 21 dos 33 setores analisados, com destaque para tratores, máquinas e equipamentos para agricultura, cuja participação dos importados atingiu o terceiro maior nível da série histórica, crescendo de 46,1% no segundo trimestre de 2011 para 54% no mesmo período de 2012.

Com relação ao Coeficiente de Exportação, (CE), a parcela da produção industrial exportada, 12 setores apresentaram alta e 21 tiveram queda. Entre as quedas, o setor de Outros Equipamentos de Transporte - que engloba embarcações, veículos ferroviários, motocicletas, motociclos, carrocerias e reboques - caiu 24,2 pontos porcentuais e chegou a 7%.



Tags: Autopeças, importados, consumo, exportação, Fiesp, IBGE, MDIC.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência