Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 17/08/2012 | 19h18

Piquini deixa Iveco, Rawicz assume comunicação

Cláudio Rawicz atuava na Itália, com Franco Ciranni

PAULO RICARDO BRAGA, AB

Marco Piquini e Claudio Rawicz. Os dois estiveram por perto por muito tempo, trabalhando no Grupo Fiat. O primeiro comandou a equipe de comunicação de marketing da Iveco Latin America, depois de passar pela Fiat Automóveis, e o segundo uma equipe correspondente na FPT, o núcleo de motores do grupo Fiat, depois desmembrado em divisões para produtos leves e pesados.

A carreira de quinze anos de Piquini no Grupo Fiat chega agora ao fim (“numa boa”, como ele define). Rawicz volta com a mulher e filha da Itália, onde permaneceu onze meses como gerente de comunicação e braço direito de Franco Ciranni, vice-presidente da Iveco para as operações internacionais. Sua nova missão? Substituir Piquini na Iveco.

Ao que tudo indica, as duas experiências caminharam bem. Piquini diz que ainda é cedo para falar “do depois” e garante que a decisão foi tranquila, “bem conversada com a empresa”, amadurecendo ao longo de meses. Sua substituição, no final, foi rápida. Rawicz ajustou as pendências com Ciranni, alugou um flat em Belo Horizonte e volta com familiaridade aos lugares que frequentou durante os anos de sua vida profissional, na maior parte ligados à Fiat e Iveco.

“Foi uma experiência e tanto trabalhar com o Ciranni nas operações internacionais. Só a operação Naveco, joint venture entre Iveco e SAIC, produz e comercializa 120 mil veículos comerciais por ano. Nesse total está a divisão PowerDaily, que responde por 40 mil unidades. Há também operações na Austrália, África e outros países asiáticos”, diz Rawicz, que foi convidado pelo próprio Marco Mazzu, presidente da Iveco Mercosul, para assumir o novo posto.

Piquini, 15 anos de Grupo Fiat, com passagem pela Fiat Automóveis e Iveco, começou a carreira, como jornalista. Avançou depois para a área de comunicação de marketing, que inclui propaganda, promoção e identidade corporativa. Mandou bem, fez eventos importantes e memoráveis para lançamento de produtos e campanhas e explica que vai ficar com a tarefa de levar adiante, até o fim do ano, a equipe da Scuderia Iveco, da qual é diretor. “Vamos ganhar a Fórmula Truck”, garante. Ele é corintiano e, do jeito que fala do time, dá a impressão que pode haver aí algo mais do que uma viagem para ver a final no Japão.



Tags: Iveco, FPT, Grupo Fiat, Marco Piquini, Claudio Rawicz.

Comentários

  • Sandra Belisario

    Piquini, meu grande consumidor corintiano durante muitos anos no restaurante da fiat do brasil!!! que saudade!! Foi um previlégio conviver com vc, trabalhar para vc, foram vários eventos onde servimos alimentação e aprendemos a respeita-lo e admira-lo. Leve com vc, para onde for, meu abraço, meus agradecimentos pelo cacharro Tifú ,que vc me presenteou e que vive conosco lindo e alegre na Serra do Cipó. Leve com voce e sua bonita familia meu carinho, meu desejo de boa sorte e sucesso que vc bem merece. Sandra Belisario

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência