Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Duas Rodas | 05/09/2012 | 18h10

Shineray repensa fábrica de motos em Pernambuco

Importador queixa-se da alta do IPI incidente sobre produtos de baixa cilindrada da marca

MÁRIO CURCIO, AB

Depois de gastar cerca de R$ 15 milhões para a construção de uma fábrica de motos no Polo Industrial de Suape, em Pernambuco, a marca Shineray pode suspender todo o projeto, com inauguração prevista para 2013. O motivo foi a elevação de 15% para 35% da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre motocicletas importadas ou montadas fora de Manaus e que tenham cilindrada até 50 cc, justamente as campeãs de vendas da marca. A mudança passou a vigorar a partir do dia 1º de setembro. Os modelos de 51 a 250 cc também tiveram a alíquota elevada, neste caso de 25% para 35%. “Nosso projeto existe desde 2010. Não é justo mudar a regra com o jogo correndo”, diz o diretor-executivo da Shineray do Brasil, Paulo Perez, que começou a importar as motocicletas da marca em 2005.

Em 2011, durante o Salão Duas Rodas, garantiu que a unidade estaria pronta em 2013. “Vamos aguardar até o fim de setembro para a definição do projeto. Se o governo federal não alterar a tributação, o projeto será repensado. Pode ser que a gente migre para a Zona Franca de Manaus, mas isso teria um custo muito alto. Já investimos muito. Vamos ter de repensar”, disse Perez.

“Paramos a terraplenagem por causa do período de chuva. O orçamento (para a fábrica) está pronto. Aguardamos licenças ambientais. O que pedimos é o bom senso, porque nenhum sistemista vai se instalar ao lado de uma montadora se não tiver motos da marca circulando na região.” A Shineray é a sétima marca em emplacamentos, com 10.543 unidades até agosto, mas seu volume real de vendas é maior que esse. A explicação é simples: no Nordeste, o consumidor muitas vezes deixa de emplacar os modelos de 50 cc (maior mercado da Shineray). Com isso, essas unidades deixam de constar no Renavam e nos registros da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias.

Em todo o ano de 2011 foram 11.969 unidades Shineray, o que significa que a marca crescerá num ano em que o mercado como um todo já encolheu quase 12% na comparação com os mesmos oito meses de 2011.



Tags: Shineray, Pernambuco, 50 cc, IPI, Zona Franca de Manaus, Paulo Perez.

Comentários

  • Elcio Raffani

    Chineses chorando de barriga cheia de Franchada (miscigenação de frango xadrez com buchada). Vendem uma cub de 50cc por R$ 3.200,00 quando o custo não deve passar de U$ 700 (impostos inclusos). Se é mau negócio, que parem de importar! Esses chorões não acharão no mundo país que compre motos pequenas como o Brasil.

  • Alan xavier

    Lamentável essa decisão, até o momento, do governo, deveria haver um acordo para que a shineray e outras empresas não sejam prejudicadas, para que não saiam de pernambuco e do nordeste, o investimento é alto e a missão da empresa deve ser a de levantar o mercado à nível nacional, partindo do nordeste, aliás, região essa que sempre foi a base desse país, não vejo outra intensão a não ser a de "querer' prejudicar quem quer despontar no mercado, investindo principalmente na região e elevando o nordeste ao posto que sempre foi e sempre será dele (de sustentação desse pais) e merecedor de ser reconhecido.

  • Maria Inez

    Bom Dia gostaria de saber se as obras da Shineray Motos já foram retomadas em SUAPE Grata Inez

  • valdemir lopes vito

    quero trabalhar na shineray

  • Jarbas Morant

    As "REGRAS SÃO CLARAS PARA O INÍCIO ATÉ O FINAL DO JOGO" concordo com o presidente da SHINERAY,"não se muda a regra do jogo ele andando", o governo não quer pertder imposto muito menos A SHINERAY é que mais corre riscos, qual é o risco que o governo corro??? nehum (zero) e ainda quer menter a mão cobrando toda "ESSA CARGA TRIBUTÁRIA???" o governo tem que baixar muito imposto. vejo que o nosso governo é o maior concorrentes das empresas "INSTALADAS NO BRASIL". ISSO É UMA VERGONHA!!! LAMENTÁVEL

  • PEDRO

    ESTE PROJETO ESTÁ COM UMA ÓTIMA LOGÍSTICA E BEM FUNDAMENTADO, ÓTIMA LOCALIZAÇÃO MUITO MELHOR DO QUE A ZONA FRANCA DE MANAUS BEM MAIS VIÁVEL. EU PARTICULARMENTE FICO ENCANTADO COM O VISUAL DAS MOTOS SHINERAY, AQUI NA PARAÍBA TEMOS UMAS LOJAS DE REVENDA DE MOTOS, ONDE TAMBÉM TEMOS MOTOS DA SHINERAY 50CC E ELAS FAZEM MAIOR SUCESSO, PRINCIPALMENTE EM EVENTOS E FEIRAS LIVRES ONDE MONTAMOS STAND COM BANNERS E AS MOTOCICLETAS. DESEJO PARA VOCÊS EMPREENDEDORES DESTA FÁBRICA TODO O SUCESSO DO MUNDO NÃO DESISTAM DESTE PROJETO MARAVILHOSO QUE SERÁ O MARCO DE UM NOVO TEMPO PARA A NOSSA REGIÃO,ABRAÇOS !!!!

  • sergio

    É lamentavel uma situacao dessa em nosso estado, pois temos na cidade de Recife um grande volume de cinquentinha trafegando. É para o estado cooperar no sentindo de um imposto ate porque irá da crescimento de emprego no estado

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência