Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 19/09/2012 | 00h20

Michelin expande fábrica de Itatiaia

Empresa quer ser líder no País em pneus para automóveis e picapes

MÁRIO CURCIO, AB | De Itatiaia (RJ)

Como resultado de um investimento de 300 milhões de euros, a Michelin inaugurou nesta terça-feira, 18, a ampliação de sua fábrica em Itatiaia, no Rio de Janeiro. Com as mudanças, a unidade fará pneus para carros de passeio e caminhonete e poderá atingir sua capacidade instalada de 5 milhões de unidades ao ano nos próximos dois anos.

"Com essa expansão, estamos entrando com toda a força no mercado de pneus de passeio e caminhonete, com a firme determinação de sermos líderes de mercado", afirmou o presidente mundial do Grupo Michelin, Jean-Dominique Senard. Contudo, ele não disse quando isso vai ocorrer.

"A Michelin quer aumentar sua participação de 7% para 14% no Brasil em cinco anos", informa o presidente da companhia para a América do Sul, Jean-Philippe Ollier. Antes dessa ampliação, a unidade de Itatiaia já fabricava insumos para pneus como fios e cabos de aço e também pneumáticos de alto desempenho para carros de passeio, dos quais 80% eram exportados. Para acompanhar o aumento da produção nacional, a Michelin passará dos 350 pontos de venda atuais para 700 até 2016.

Os 300 milhões de euros injetados em Itatiaia são parte de um plano de investimento de 1 bilhão de euros para a América do Sul no período 2006-2012. A unidade de Campo Grande (RJ) também passa por ampliação. Até 2014 terá sua capacidade aumentada em 30%, para 2 milhões de unidades. Ali são produzidos pneus para caminhões, ônibus e máquinas para infraestrutura.

Em Itatiaia, uma área terraplenada já estaria pronta para receber nova ampliação do mesmo porte da inaugurada nesta terça-feira. "A aprovação para que esse investimento ocorra dependerá da demanda", afirma o diretor-geral de pneus de passeio, caminhonete e moto na América do Sul, Damien Destremau.

Quem vibra com essa movimentação é Sérgio Cabral, governador do Estado que se consolida como segundo maior polo automotivo do País. Além das unidades de Itatiaia e Campo Grande, a Michelin tem outra fábrica em Resende, também no Rio de Janeiro.

Michelin
Em sentido horário, a partir do alto, à esquerda: Jean-Dominique Senard, presidente mundial do Grupo Michelin; Jean-Philippe Ollier, presidente para a América do Sul; funcionários reunidos na cerimônia de inauguração; governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (fotos: Mário Curcio)

O pneu que inaugura essa expansão de Itatiaia é o Michelin Energy XM2. Em fevereiro deste ano ocorreram os primeiros testes na fábrica. A produção começou neste mês. Por enquanto, somente versões de 14 polegadas estão sendo feitas ali. As medidas com aros de 15 a 17 polegadas começam a ser feitas somente a partir de 2013.

Os pneus para rodas de 13 polegadas virão da Colômbia, não serão feitos em Itatiaia. Damien Destremau admite que a fábrica foi pensada para fornecer equipamentos originais para as montadoras instaladas aqui. E como poucos carros nacionais ainda saem de fábrica com rodas 13 polegadas, a empresa descartou a produção de pneus desse tipo por aqui.

MAIS EMPREGOS E MUITO TREINAMENTO, ATÉ NO EXTERIOR

Com o investimento feito em Itatiaia, a fábrica informa que vai gerar 300 novos empregos diretos e outros 1,5 mil indiretos. A produção tem acesso bastante restrito e em várias áreas não se pode entrar com celulares, por exemplo. Uma conversa informal com os funcionários presentes mostra que a Michelin vem investindo forte em treinamento. Durante o evento de inauguração, Automotive Business ouviu o líder de equipe Rodrigo Souza, que trabalha há dez anos na Michelin e recentemente passou quatro meses no Canadá em treinamento para liderar a operação do equipamento MB²: "É uma máquina com perda de matéria-prima bem menor que no processo anterior", revela. Na MB², ele coordena o trabalho de outros quatro funcionários.

Souza explica que a viagem ao Canadá serviu para aprender o processo de produção. "Fomos em 14 pessoas. Ao todo, mais de 50 funcionários viajaram (ao exterior) nestes dois últimos anos", afirma. Alguns foram à Romênia para assimilar a fase de preparação do produto para abastecer a máquina. Também houve treinamentos na Espanha, França e futuramente alguns irão à China, segundo o team leader. "A qualificação na Michelin é excelente, a empresa dá todo o suporte possível", conclui Rodrigo Souza.



Tags: Michelin, Energy, Itatiaia, Campo Grande, Rio de Janeiro, Resende, Jean-Dominique Senard, Jean-Philippe Ollier, Damien Destremau.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência