Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 19/09/2012 | 16h35

Lanxess aposta em pneu verde e plásticos leves

Metas rígidas de emissões induzem desenvolvimento de novos compostos químicos para o setor automotivo

NATALIA GÓMEZ, PARA AB | De Nova York (Estados Unidos)

Atenta às metas mais rígidas de emissão de gases de efeito estufa na indústria automotiva, a multinacional química alemã Lanxess prevê que o segmento de pneus verdes deve contribuir para a expansão dos seus negócios nos próximos anos. Segundo o presidente do conselho de administração da empresa, Axel Heitmann, o pneu é responsável por 30% do consumo de combustível dos carros devido à sua constante deformação. A Lanxess criou novos compostos químicos que podem reduzir a resistência de rolamento e baixar o consumo em mais de 25%.

A regulação dos países europeus é um indicador de que os governos ficarão cada vez mais rígidos em relação ao tema. Na União Europeia, a emissão de CO2 deve cair para 95 gramas por quilômetro até 2020; atualmente são 130 gramas e em 2006 eram 160 gramas por quilômetro. "Isso só será possível com o uso de novas tecnologias", afirmou Heitmann na quarta-feira, 19, durante apresentação para jornalistas em Nova York. A Lanxess produz o insumo para o pneu verde na Alemanha, Estados Unidos e no Brasil, em Cabo de Santo Agostinho (PE).

Outra frente de negócios da Lanxess é a de plásticos mais leves, que também contribuem para a reduzir a emissão de gases de feito estufa, ao tornar o veículo mais leve. Nesta semana, a empresa anunciou uma nova unidade nos Estados Unidos para produzir este tipo de plástico em Gastonia, na Carolina do Norte (leia aqui). Uma unidade nos mesmos moldes deve iniciar as operações no Brasil no próximo ano, em Porto Feliz, no interior de São Paulo, onde a empresa constrói a nova planta.

INVESTIMENTOS

Além de investir na manutenção da sua base de ativos em todo o mundo, a Lanxess planeja aplicar mais recursos em expansão. No ano passado, foram investidos 679 milhões de euros, e neste ano estão previstos 650 milhões a 700 milhões de euros. Entre os projetos da empresa estão empreendimentos na China, Singapura, além do Brasil.



Tags: Lanxess, fábrica, pneus, plásticos, Estados Unidos, combustível, economia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência