Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 05/10/2012 | 13h30

Vendas e produção de caminhões voltam a cair

Queda foi motivada por recálculo de juros; Anfavea espera por retomada

CAMILA FRANCO, AB

De acordo com informações da Anfavea, entidade que reúne fabricantes do setor, divulgadas na quinta-feira, 4, o emplacamento de caminhões voltou a cair em setembro, para 8.540 unidades. O volume representa uma retração de 25,5% na comparação com agosto, quando foram emplacadas 11.461 unidades. Cledorvino Belini, presidente da Anfavea, lembra que setembro teve apenas 19 dias úteis, quatro a menos do que agosto.

No acumulado do ano, a curva também é decrescente. Foram vendidos 101,3 mil caminhões de janeiro a setembro de 2012, contra 129,9 mil no mesmo intervalo de 2011, queda de 22%. A retração mais relevante no acumulado do ano foi para os pesados, 28,3%.

A média diária no último mês, com 449 unidades, ficou 9,8% mais baixa diante de agosto, com 498. A média foi menor em setembro, segundo Belini, por causa do início das vendas já com a nova taxa do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), que foi reduzida de 5,5% para 2,5% (leia aqui). Com a mudança, pedidos que estavam em fase de aprovação sofreram atraso para recálculo das taxas de juros mais baixos. A aposta de Belini é que agora, com taxa de 2,5% em vigor, finalmente haverá retomada das vendas de veículos de carga.

Nas vendas internacionais de caminhões, houve retração de 28,2% em setembro de 2012 ante o mesmo mês de 2011, para pouco mais de 2 mil unidades. Levando em conta o comparativo de setembro em relação a agosto, a queda foi de 7,1%.

O licenciamento de ônibus novos em setembro, por sua vez, foi de 1.874 unidades, queda de 40,3% ante agosto. No acumulado do ano, porém, a retração foi menor, 13,4%.

PRODUÇÃO DE CAMINHÕES E ÔNIBUS

A produção de caminhões em setembro fechou com 11, 4 mil unidades, queda de 8,4% em relação a agosto e de 38,1% ante o mesmo mês de 2011. No acumulado do ano, a produção de caminhões revela queda de 39,9%, para 99,4 mil unidades. O segmento que mais produziu foi o de pesados com 3,7 mil unidades, alta de 5,1% sobre agosto. Ainda no acumulado, o que teve maior queda de produtividade foi o de semileves, 71,9%.

Já a produção de ônibus alcançou 3.387 unidades em agosto, baixa de 4,6% em relação a agosto. No acumulado do ano, a fabricação desses veículos teve retração de 27,4%.



Tags: Caminhões, Anfavea, vendas, produção, setembro, PSI, Cledorvino Belini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência