NOTÍCIAS
22/10/2012 | 23h55

Lançamentos

Chevrolet Onix chega por R$ 30 mil a R$ 42 mil

Modelo marca o fim de ciclo de investimento de R$ 5 bi da GM no Brasil


PEDRO KUTNEY, AB

Atualizado em 22/10 às 23h00

A General Motors fez no domingo à noite, 21, a pré-estreia global do Chevrolet Onix, compacto desenvolvido no Brasil que marca o fim do atual ciclo de investimento da empresa no País, de R$ 5 bilhões de 2008 a 2012. “É um carro projetado para o mercado brasileiro, mas que já chama atenção de outras unidades no mundo”, disse Dan Akerson, presidente mundial da GM, que veio a São Paulo para a apresentação do carro à imprensa nacional e também internacional – a empresa trouxe 70 jornalistas de estrangeiros para cobrir o evento e o Salão do Automóvel, incluindo representantes da Indonésia e Tailândia, dando mostras que deve vender também na Ásia o Onix e outros modelos desenvolvidos para países emergentes pela engenharia da GM em São Caetano do Sul (SP).

“O Brasil é o terceiro maior mercado da GM no mundo e o maior na América Latina. O País tem mostrado crescimento consistente. Nós estamos indo bem aqui e o Onix é importante para manter o bom desempenho na região”, disse Akerson. Para Grace Lieblein, presidente da GM Brasil, a empresa tem os carros que precisa para crescer: “A GM passou por uma profunda transformação com os investimentos dos últimos anos para aumentar sua capacidade e renovar produtos. O resultado é o portfólio mais moderno do mercado, com a maioria dos veículos desenvolvida aqui mesmo”, afirmou.

“Fizemos nove lançamentos em 12 meses e o mais importante deles é sem dúvida o Onix, que chega para mudar a história da GM e do segmento no Brasil. É o mais importante lançamento que fazemos aqui desde o Corsa”, avaliou Jaime Ardila, presidente da GM América do Sul. Ardila garante que o Onix eleva o grau de qualidade na faixa de carros compactos no País, que responde por mais de 70% das vendas nacionais. “O modelo é um reconhecimento à sofisticação do consumidor brasileiro, que está cada vez mais exigente e quer produtos de maior qualidade. Já não existe mais aqui aquele cliente que só quer preço e espaço, hoje ele também quer conectividade, conforto e tecnologia e o Onix oferece tudo isso”, confia o executivo.

Algumas das especificações do Onix e seus preços foram divulgados pela GM no dia seguinte, em sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo. O hatch começa a ser vendido em novembro e poderá ser equipado com motor 1.0 ou 1.4 e câmbio manual ou automático de seis velocidades, o mesmo que já equipa o Cruze, Sonic e Cobalt. Também terá sistema de comunicação My Link, que permite conectar o carro ao celular e usar todas as funcionalidades de um smartphone na tela central de LCD sensível ao toque.

O Onix será vendido em 10 versões de acabamento. A Mais barata, de R$ 29.990, é a LS 1.0, que já vem com airbags frontais, direção hidráulica e freios com ABS e EBD (sistema antitravamento com distribuição eletrônica de frenagem). A mais cara com motor 1.0 é a R7I, que sai por R$ 34.990 e inclui ar-condicionado entre os equipamentos de série. Com motorização 1.4 o Onix LT 1.4 parte de R$ 35.290 e o mais caro da gama, o LTZ 1.4 automático, chega a R$ 41.990.

O design do Onix segue os padrões da identidade visual mundial da Chevrolet. À primeira vista, suas linhas fluidas agradam o olhar. “Os primeiros esboços foram inspirados nas linhas do Corvette”, informou Carlos Barba, o chefe de design da GM América do Sul. “Queríamos um produto que fosse além de seu segmento”, explica. No interior bastante moderno a inspiração foi a do cockpit do F4U Corsair, um avião de caça inglês da Segunda Guerra Mundial, segundo Barba.

Chevrolet

PROMESSA CUMPRIDA

“Quando anunciamos os investimentos em 2008 também fizemos um ato de humildade, ao reconhecer que nossa linha de produtos precisava ser renovada”, afirmou Ardila.Com o Onix, segundo ele, a GM cumpre sua promessa de renovar toda a linha de produtos no Mercosul, em processo que começou em 2008 com o projeto Viva, que deu origem ao Agile em 2009 e à nova picape compacta Montana em 2010. Depois vieram outras plataformas com o lançamento do Cruze e Cobalt em 2011, e este ano com o Spin, Cruze Sport6, nova S 10 e agora com Onix e Trailblazer (a versão SUV da S 10 será mostrada pela primeira vez no Salão de São Paulo esta semana). Só ficou faltando a versão sedã do Onix, que só deve chegar no início de 2013 para substituir o Prisma.

Além dos novos produtos, quase metade do investimento, cerca de R$ 2,5 bilhões, foi gasto na modernização e ampliação das fábricas de São Caetano e, principalmente, Gravataí (RS), onde é fabricado o Onix, que aumento sensivelmente sua capacidade de 240 mil para 360 mil unidades/ano. São José dos Campos (SP) também recebeu investimentos, mas só na linha da S 10 e Trailblazer, enquanto o setor de veículos leves caminha para o fechamento caso montadora e sindicato não entrem em acordo para receber novos aportes na planta.

NOVO CICLO DE INVESTIMENTO

“Agora um novo ciclo vai começar. Ainda não vamos divulgar o próximo programa de investimentos, mas não vamos parar por aí. Vamos manter nossa linha de produtos sempre moderna e renovada”, revelou Ardila.

O CEO Akerson destacou que a GM vem aumentando os investimentos globais ano a ano. “Investimos US$ 6 bilhões globalmente em 2011 e este ano deveremos chegar a US$ 8 bilhões”, disse. O executivo revelou que a maioria dos aportes atualmente está sendo destinada ao desenvolvimento de produtos. “Não podemos mais cometer o erro de alguns anos atrás, quando ficamos sem produtos novos”, ressaltou.

Assista abaixo reportagem exclusiva da ABTV sobre o lançamento do Onix, incluindo entrevistas com Dan Akerson, CEO mundial da GM, e Jaime Ardila, presidente da GM América do Sul:


Comentários: 8
 

Rubens Pereira da Costa
23/10/2012 | 08h46
Adorei, sempre foi consumidor da chevrolet e atualmente tenho um agile ltz. 1.4 e já estou querendo fazer o test no novo lançamento

Luiz Carlos Lozano
26/10/2012 | 16h02
Gostei e realmente eu vou tirar o chapéu para a GM. O Onix será vendido na versão é a LS 1.0 a mais barata, de R$ 29.990, , que já vem com airbags frontais, direção hidráulica e freios com ABS e EBD (sistema antitravamento com distribuição eletrônica de frenagem). Um carro que na sua versão ls 1.0 vem com estes opcionais e com esta categoria, a GM se supera e oferece produto ( Só faltou o ar cond) com preço de pacote razoável em comparação as outras montadoras.

alexandre g.santiago
27/10/2012 | 14h59
nossa gostei muuuuito quero comprar um do nota 1000 para esse carro. eu queria o telefone da viamar da av. prof.luiz ignacio da anhaia melo se tiver por favor mande para mim obrigado,e quanto ao onix é lindo de mais ,não vai ter pra ninquem.

Carlos Augusto
28/10/2012 | 02h26
Estive no Auto Shopping Aricanduva pesquisando modelos de veículo para comprar após várias pesquisas entrei na Loja da GM e conheci o Onix, não teve jeito minha filha falou este é o carro, fechamos negócio e estamos aguardando o carro. A GM realmente acertou no veículo é muito bonito e estiloso.

maria cristina
29/10/2012 | 17h44
desculpem mas eu nao tinha visto essa reportagem antes. ontem estive em uma concessionaria chevrolet e gostei bastante deste carro, e hoje vejo que estou fazendo uma otima escolha. espero realmente fechar negocio

john
29/10/2012 | 19h59
Por que este automóvel não serve para a comercialização e utilização na Europa( alemanha, frança, itália e etc) e EUA... Será que este veículo tem algum motor moderno e conforto que merece espaço nas vendas nos países de primeiro mundo, ou o povo brasileiro é tratado de forma desrespeitosa...Merecemos veículos com motores econõmicos, modernos e melhores. Com certeza a Hiunday está conseguindo conquistar cada vez mais o brasileiro. Algo que a GM,VW,FORD,FIAT deixa desejar...

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 15/11/2017
Mudança na mobilidade domina discussões do Congresso SAE Brasil

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 17/11/2017
Chineses entregam operação brasileira à administração dos brasileiros
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
AUTOINFORME | 09/11/2017
Luguez firmou parceria com o governo de Ohio
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro