Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 07/12/2012 | 17h32

Anfavea espera crescimento de 4,5% em 2013

Projeções apontam para novo recorde de vendas: 3,9 milhões de veículos

SUELI REIS, AB

É com uma ponta de otimismo e ao mesmo tempo pé no freio que a Associação dos Fabricantes de Veículos, Anfavea, projeta o desempenho do mercado interno para 2013. Otimismo porque a entidade espera que as vendas cresçam entre 3,5% e 4,5% na comparação com 2012, para novo recorde de 3,9 milhões de unidades. Pé no freio porque a estimativa está um pouco abaixo do crescimento estimado para este ano ante 2011, de 4,9% - recorde de 3,8 milhões de unidades, incluindo automóveis, comerciais leves e pesados.

Segundo o presidente da Anfavea, Cledorvino Belini, as projeções para 2013 consideram um cenário econômico favorável. “Baseamos as previsões em resultados positivos para o PIB, para o qual o governo fala de crescimento de 4%, e a manutenção de políticas para juros, inflação, expansão do crédito, financiamentos e prazos”, disse durante a apresentação dos resultados de novembro na sexta-feira, 7, em São Paulo.

Belini elencou fatores que podem contribuir para o bom desempenho em 2013, como a tendência de queda na inadimplência e a retomada das vendas do segmento de caminhões, que este ano levou um tombo devido aos novos modelos Euro 5, de valor elevado, e pela antecipação de compra que ocorreu em 2011.

PRODUÇÃO

Acompanhando o mercado, a produção nacional de veículos terá ritmo um pouco mais cadenciado em 2013, segundo as projeções da Anfavea. Enquanto a entidade revela que em 2012 a produção cairá 1,5% sobre 2011, para 3,5 milhões de unidades, no próximo ano as linhas entregarão 4,5% mais veículos: 3,51 milhões, ante 3,36 milhões de 2012. Os volumes não incluem CKD.

EXPORTAÇÕES

Já para as exportações, o cenário não é tão favorável. A Anfavea projeta que os embarques de veículos recuem 4,6% em 2013 na comparação com 2012, de 435 mil unidades para 415 mil. Apesar do menor volume, o valor exportado, que também inclui peças de reposição, deve se manter nos mesmos US$ 17,3 bilhões. Belini explica que esse movimento de menor volume e mesmo valor se deve ao mix de produtos, com a exportação de veículos de maior valor agregado e pelo aumento das exportações de autopeças.

MÁQUINAS

Para o segmento de máquinas agrícolas, as previsões são promissoras. Considerando o momento favorável da agricultura brasileira, que prevê um novo recorde para a safra 2012/2013, a Anfavea diz que as vendas de veículos aos campos brasileiros crescerão entre 4% e 5% em 2013, para volumes entre 71,2 e 71,9 mil máquinas. A produção deve superar as 83,4 mil unidades deste ano em 3,1%, enquanto as exportações ficarão no mesmo patamar previsto para 2012, de 17,3 mil unidades.



Tags: Anfavea, vendas, veículos, projeções, Cledorvino Belini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência